Publicidade

Posts com a Tag Madrona Hong Mazzuco Advogados

sexta-feira, 11 de outubro de 2013 Advocacia | 00:42

Evento deve reunir diretores jurídicos do Brasil e América Latina

Compartilhe: Twitter

A Laurence Simons International, consultoria britânica de recrutamento especializada no mercado jurídico, em parceria com o escritório Madrona Hong Mazzuco – Sociedade de Advogados (MHM), promove na próxima quinta-feira (17/10) o General Counsel Dinner & Seminar Latin America 2013. Tradicional em diversos países da Europa e Ásia, o evento brasileiro está em sua segunda edição. São esperados 100 diretores jurídicos do Brasil e da América Latina que se reunirão no Bar des Arts, SP, para um jantar e seminário em clima informal e descontraído.

Nesta edição, haverá uma mini palestra do cientista político e professor da ESPM: Heni Ozi Cukier, mestre em International Peace and Conflict Resolution pela American University (Washington DC). Cukier trabalhou na ONU, na Organização dos Estados Americanos (OEA) e é fundador da CORE Social Asset Management, primeira gestora de ativos socioambientais do Brasil. A sua explanação abordará temas como os diversos tipos de poder, arte da estratégia nos negócios e na vida, e o poder de atração – como usar o carisma, a psicologia da persuação e o storytelling ao seu favor. “O poder de atração é uma das ferramentas de poder mais antigas e eficazes, pois demanda menos esforço por parte do sedutor e nenhuma resistência do seduzido”, disse.

Em 2012, o evento reuniu cerca de 100 dos principais líderes dos departamentos jurídicos de grandes empresas em um jantar no Leopolldo, e contou com palestra de Arnaldo Tibyriça (VP Legal do Grupo Abril) e Josie Jardim (VP Legal da GE Latin America/atual VP da Amazon) falando sobre “O Advogado na empresa: nova postura e novas oportunidades”.

Autor: Tags:

sexta-feira, 19 de julho de 2013 Fusões e Aquisições | 16:35

Evento discute fusão e aquisição no agronegócio

Compartilhe: Twitter

O escritório Madrona Hong Mazzuco Brandão – Sociedade de Advogados (MHM) e o Grupo Informa promovem dias 30 e 31 de julho o curso “Fusão e Aquisição no Agronegócio”. O evento, que acontece em São Paulo, mostrará como funcionam as aquisições e fusões no agronegócio e a importância de uma correta implementação estratégica de todo o processo, gerenciando e organizando as áreas envolvidas.

Especializado em fusões e aquisições e direito empresarial e societário, o MHM possui uma área voltada ao agronegócio com experiência no atendimento a produtores, agroindústria, financiadores e outros players do setor. Já o Grupo Informa é o provedor mundial de informação especializada e serviços nas áreas acadêmica e empresarial.

O evento é dirigido a proprietários, empresários, diretores, gerentes, sócios, investidores e auditores ligados ao agronegócio. Inscrições no site http://www.informagroup.com.br/site/hotsite_iir.asp?idevento=331&menu=6696&forum=568.

Autor: Tags:

segunda-feira, 8 de outubro de 2012 Advocacia | 11:10

Advogados falam sobre investimentos no Brasil para portugueses

Compartilhe: Twitter

Os advogados Ricardo Madrona e Juliano Okawa, sócios do escritório Madrona Hong Mazzuco Brandão – Sociedade de Advogados (MHM), serão palestrantes do Ciclo de Conferências “Fazendo Negócios no Brasil”. Promovido pela INOFIN, consultoria financeira portuguesa, o ciclo ocorre, de 8 a 10 de outubro, nas cidades de Braga, Porto, Leiria, Lisboa e Setúbal.

O encontro reunirá empresários e investidores portugueses interessados em internacionalizar seus negócios. Especialista em fusões e aquisições e direito societário, Ricardo Madrona fará uma palestra sobre as principais modalidades para a realização de negócios no Brasil. “A legislação brasileira dispõem de vários veículos para a realização de investimentos.

Muitos deles com incentivos. Conhecer bem os melhores veículos, planejamento o negócio, pode ser a diferença entre o sucesso e o fracasso”, afirma Ricardo Madrona. Já o advogado Juliano Okawa irá falar sobre benefícios e incentivos fiscais estaduais e fe derais. “O Estado brasileiro, em suas três esferas, oferece uma série de incentivos a novos investimentos.

Um exemplo recente é a isenção de impostos de renda para as debêntures incentivadas de infraestrutura e as isenções de contribuição ao INSS para alguns setores”, diz o advogado.

Autor: Tags:

sábado, 15 de outubro de 2011 Direito trabalhista | 05:42

Home office deve ganhar hora extra, dizem advogados

Compartilhe: Twitter

Em cidades grandes como a capital paulista, cujo trânsito é cada vez mais caótico, trabalhar em casa não é uma desculpa, mas necessidade funcional. Por isso, o chamado home office tem sido uma prática comum em diversas empresas no Brasil. Mas quando o assunto chega nos tribunais do trabalho, ainda há dúvidas por parte dos julgadores sobre essa atividade.

Apesar de ainda haver omissões em alguns critérios, a legislação trabalhista considera que o empregado à distância tem os mesmos direitos daqueles que executam o trabalho in loco.

“Os tribunais têm mantido uma visão paternalista em relação ao trabalho realizado na forma de home office, entendendo que, mesmo se o empregado não trabalhou na terça ou na quarta-feira, por exemplo, o trabalho realizado no domingo deve ser remunerado como hora extra, se comprovada a existência da jornada de trabalho”, avalia Priscilla Carbone Martines, coordenadora da área trabalhista do Madrona Hong Mazzuco Brandão Sociedade de Advogados.

Segundo a Sociedade Brasileira de Teletrabalho (Sobratt), o Brasil conta com aproximadamente 10,6 milhões de pessoas que exercem suas atividades profissionais fora do escritório da empresa, modalidade que cresce, em média, 10% ao ano.

Para a advogada Erika Paulino, que também atua no mesmo escritório de Priscilla, “a questão é controvertida, mas as poucas decisões existentes sobre o assunto tendem a decidir pelo pagamento de horas extras, inclusive adicional noturno, ainda que o empregado tenha deixado de trabalhar em outro dia da semana”.

De acordo com a advogada, é preciso que a empresa estipule qual será a forma de verificar a produtividade dos funcionários. A comprovação da hora extra normalmente é realizada por meio de e-mails, conversas mantidas por programas de comunicação, como Skype, ou outros mecanismos que comprovem em qual momento o empregado esteve trabalhando, além de prova testemunhal.

Apesar de não ser possível medir exatamente as horas trabalhadas, se comprovada a existência da fiscalização da jornada, os tribunais têm favorecido o empregado.

Discussão em pauta
Em trâmite no Senado Federal, o Projeto de Lei nº 3129/04 tem como objetivo equiparar o trabalho realizado à distância com aquele exercido no estabelecimento do empregador.

“Embora ainda não haja legislação específica, não existe impedimento ao trabalho remoto. Para regular as atividades, aplica-se, por analogia, a regra do artigo 62, inciso I, da Consolidação das Leis do Trabalho, que se refere ao trabalho externo, quando não é possível verificar o cumprimento da jornada de trabalho”, afirma Priscilla.

Autor: Tags:

quinta-feira, 1 de setembro de 2011 Advocacia | 12:45

Especialista debate Parcerias Público-Privadas para municípios

Compartilhe: Twitter

A demanda por investimentos em infraestrutura na esfera municipal e as oportunidades de crescimento por meio do esforço conjunto da iniciativa privada e do setor público são o tema da oficina “PPPs na prática – Parcerias Público-Privadas nos municípios”, é tema de evento que será realizado no próximo dia 12, em São Paulo.

A advogada Rosane Menezes Lohbauer, sócia da área de infraestrutura e regulatório da banca jurídica Madrona Hong Mazzuco Brandão – Sociedade de Advogados, será a palestrante.

Promovido pela Oficina Municipal – escola de cidadania e gestão pública, o evento é direcionado para gestores e servidores municipais, como prefeitos, secretários, vereadores, procuradores, professores, entre outros profissionais.

As inscrições podem ser realizadas pelo site http://www.oficinamunicipal.org.br/cursos/32

Autor: Tags: ,

segunda-feira, 25 de julho de 2011 Escritórios | 14:04

Desembargador aposentado é o novo consultor do Madrona Hong Mazzuco

Compartilhe: Twitter

O desembargador aposentado do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP) Oscarlino Moeller é o novo consultor do escritório Madrona Hong Mazzuco Brandão Sociedade de Advogados.

Ele atuará na área contenciosa. Segundo nota divulgada pelo escritório, Moeller usará sua experiência no setor público para atuar na solução de conflitos e litígios junto ao Poder Judiciário e oferecer suporte as demais áreas de atuação do escritório, como fusões e aquisições, recuperação judicial, mercado de capitais, imobiliária e infraestrutura.

A chegada do profissional faz parte da estratégia de crescimento da banca, que prevê incrementar em 30% o volume de negócios até o final do ano.

Autor: Tags:

quinta-feira, 2 de junho de 2011 Advocacia, Escritórios | 14:40

Madrona Hong Mazzuco incorpora escritório e prevê 30% de crescimento

Compartilhe: Twitter

O escritório Madrona Hong Mazzuco – Sociedade de Advogados, no movimento de expansão e expectativa de crescimento de 30% ainda em 2011, incorporou o Brandão Teixeira – Sociedade de Advogados.

Especializado em direito empresarial, o objetivo do novo negócio do Madrona Hong Mazzuco é ampliar as áreas de fusões, aquisições e imobiliária.

Com o novo negócio, a banca pretende apresentar em breve o novo nome e logomarca do escritório, que a partir de agora passa a contar com um time de sete sócios e 55 profissionais do direito.

A estratégia de crescimento do Madrona Hong Mazzuco também está atrelada à criação de outras frentes de atuação. Recentemente, a banca elegeu uma nova sócia, a advogada Rosane Menezes Lohbauer, para comandar a recém-criada área de infraestrutura.

Autor: Tags:

sexta-feira, 11 de março de 2011 Escritórios | 11:17

Escritório especializado em direito empresarial tem nova sócia

Compartilhe: Twitter

O escritório Madrona Hong Mazzuco Advogados, especializado em direito empresarial, amplia sua frente de atuação e elege uma nova sócia para comandar a recém criada área de infraestrutura. A advogada Rosane Menezes Lohbauer passa a responder pela estruturação de projetos de concessões e Parcerias Público-Privadas (PPP).

Graduada em Direito pela PUC-SP e com MBA pela FGV, a advogada participou de importantes projetos de PPP, como Sabesp, CPTM e EMTU. No escritório, atuará com uma equipe de cinco profissionais especializados.

“Nossa expectativa durante o ano de 2011 é atuar em grande parte dos projetos de aeroportos, transporte público em geral e também em nichos pouco explorados, como saúde”, prevê.

Autor: Tags: