Publicidade

Posts com a Tag Fragata e Antunes Advogados

terça-feira, 7 de maio de 2013 Escritórios | 20:53

Fragata e Antunes Advogado tem nova associada

Compartilhe: Twitter

O Fragata e Antunes Advogados tem uma nova associada: a advogada Adriana Silviano Francisco, especialista em Responsabilidade Civil e Direito do Trabalho pela FGV-SP

O foco das atenções de Adriana Francisco será o contencioso de massa, em especial o bancário. Depois de ter atuado nos departamentos jurídicos de grandes empresas, nos últimos três anos ela trabalhou no Contencioso Tributário e no Cível Massificado, no Itaú-Unibanco.

Autor: Tags:

domingo, 14 de abril de 2013 Escritórios | 01:35

Fragata e Antunes Advogados tem novo integrante em Curitiba

Compartilhe: Twitter

O Fragata e Antunes Advogados, escritório especializado em Direito das Relações de Consumo e Direito do Trabalho, tem novo especialista na equipe da banca de Curitiba, no Paraná: Mário Barz Júnior

O escritório de Curitiba é coordenado pela advogada Elisa Gehlen de Carvalho. A filial registrou nos últimos cinco anos crescimento de 500% no número de processos judiciais ativos em Santa Catarina e Paraná, que passaram de 2,8 mil para quase 14 mil nesse período.

Autor: Tags:

terça-feira, 15 de janeiro de 2013 Escritórios | 00:12

Advogados investem US$ 3 milhões em Centro Administrativo e de Qualidade em Salvador

Compartilhe: Twitter

O Fragata e Antunes Advogados, escritório especializados em Direito das Relações de Consumo do País, inaugurou um Centro de Serviços Administrativos e Controle de Qualidade (Cesaq). A nova unidade ocupa um prédio próprio, de quatro andares e cerca de 1.500 metros quadrados na região central de Salvador (BA), e absorveu investimentos de US$ 3 milhões — US$ 2 milhões foram aplicados na modernização do imóvel e compra de equipamentos, e o restante, em software.

O prédio onde trabalharão cerca de 250 funcionários foi totalmente adaptado para uso por pessoas com necessidades especiais.

“Ao concentrarmos no centro de serviços administrativos e controle de qualidade nossos departamentos de TI, recursos humanos, compras e financeiro e, ainda de controle de qualidade de todos os nossos escritórios, queremos reduzir os custos, adequando-os à nova tendência de redução de honorários advocatícios; e, ao mesmo tempo, padronizar a qualidade das peças jurídicas”, explica o sócio Francisco Antônio Fragata Júnior.

Autor: Tags:

terça-feira, 31 de julho de 2012 Advocacia | 21:01

Damásio tem novo professor em Direito Bancário

Compartilhe: Twitter

O advogado Bruno Boris, sócio do Fragata e Antunes Advogados e especialista em Direito das Relações de Consumo, é o novo integrante da equipe de professores da pós-graduação em Direito do Consumidor com ênfase em Direito Bancário, da Faculdade de Direito Damásio de Jesus.

Crédito consignado, caderneta de poupança, sistema financeiro imobiliário, planos de saúde e operações de câmbio estão entre os temas a serem abordados pelo professor Bruno Boris nas suas aulas.

Autor: Tags: ,

sexta-feira, 13 de julho de 2012 Direito trabalhista | 12:19

13º salário completa 50 anos nesta sexta-feira, dia 13

Compartilhe: Twitter

Ironia, coincidência ou não, o 13º salário completa 50 anos nesta sexta-feira, dia 13. O benefício foi instituído por meio da lei 4.090, de 13 de julho de 1962, de autoria do então senador Aarão Steinbruch e foi sancionado pelo presidente João Goulart.

A bonificação, que acontece no mês de dezembro de cada ano –as vezes, em novembro–, a todo empregado é quitado pelo empregador e corresponde a 1/12 avos da remuneração devida em dezembro, por mês de serviço, do ano correspondente. O valor já faz parte do orçamento dos trabalhadores.

Apesar da remuneração movimentar a economia do País principalmente no período natalino, a lei já foi alvo de críticas. “Já houve estudos e projetos para acabar com o 13º salário, todos sem êxito. O fim desse benefício resultaria numa grande perda para os trabalhadores e para a economia”, afirma a afirma a advogada Denise Castellano, especialista em Direito trabalhista e sócia do Fragata e Antunes Advogados.

A advogada se refere ao o Projeto de Lei 5.483/2001, que pretendia alterar o artigo 618 da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT). O texto foi aprovado pela Câmara dos Deputados no dia 4 de dezembro de 2001, mas arquivado em 2003.

Confira o especial do iG sobre a Sexta-Feira 13
Saiba como e quando surgiu a má fama da data
Sexta-feira 13 pode ser um dia de sorte e até de casamento. Conheça histórias
Sexta-feira 13 também assombra o mundo da F1

Autor: Tags:

terça-feira, 29 de maio de 2012 Consumidor | 19:45

Código de Defesa do Consumidor é tema de palestra em SP

Compartilhe: Twitter

“Processo coletivo e o Código de Defesa do Consumidor” é o tema da palestra que será ministrada pelo desembargador Sérgio Shimura, do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP), no próximo sábado (2/6), em São Paulo.

O evento é organizado pelos professores Bruno Boris — especialista em Direito das Relações de Consumo e sócio do Fragata e Antunes Advogados — e Tasso Duarte de Melo, coordenadores do Grupo de Estudos de Direito do Consumidor, da Faculdade de Direito Mackenzie, e terá entrada franca para os interessados.

A palestra acontece a partir das 10h30, no Auditório Flamínio Fávero da Universidade Presbiteriana Mackenzie – prédio 10, do Campus Higienópolis.

Autor: Tags:

quinta-feira, 15 de setembro de 2011 Advocacia | 13:10

Advogado fala sobre ensino jurídico em Salvador

Compartilhe: Twitter

“Ensino jurídico e a busca da qualidade” é o tema da palestra que o advogado Luís Carlos Laurenço, sócio do Fragata e Antunes Advogados e presidente da Comissão de Ensino Jurídico da OAB-BA, proferirá nesta sexta-feira (16/9), em Salvador (BA) no Instituto de Educação Superior Unyahna.

O evento terá início às 8h30 no Auditório Calmon de Passos e integra a Semana Jurídica promovida pelo instituto, voltada para operadores do Direito e que termina no sábado (17).

Autor: Tags:

sexta-feira, 12 de agosto de 2011 Advocacia | 05:15

Escritórios de advocacia apostam na “geração y”

Compartilhe: Twitter

Nascidos entre 1980 e 2000, a chamada “geração y” é a aposta dos escritórios de advocacia do País. Acostumados com mudanças, esses profissionais têm como característica investir no desenvolvimento pessoal, prezam a autonomia, são antenados com a tecnologia e têm um apreço especial pela meritocracia (acesso a cargos e posições sociais conquistados a partir do cumprimento de metas).

Justamente por essas características eles são bem vistos por alguns escritórios de advocacia. “É nessa geração que os escritórios devem apostar se quiserem ser competitivos daqui pra frente. O trabalho dos mais experientes é valioso, mas serão esses jovens que terão o apogeu de suas carreiras no momento em que o Brasil estiver consolidado como uma potência econômica mundial”, acredita José Ricardo de Bastos Martins, sócio do Peixoto e Cury Advogados.

A diferença básica entre a geração Y e os antecessores – chamada de X, nascidos entre 1965 até 1979– é o perfil dos chamados workaholics (que nunca param de trabalhar). A geração Y espera reconhecimento, adora desafios, mas defende a qualidade de vida.

“Um escritório precisa deste choque de gerações para poder crescer saudável, analisa Rodrigo Karpat, do Karpat Sociedade de Advogados. “Eles são dinâmicos, profissionais inquietos e têm grande predisposição para multitarefas. As grandes vantagens desta geração são a capacidade de adaptação e abertura frente a novos desafios”, completa Caio Montano Brutton, sócio do Fragata e Antunes Advogados.

No entendimento de Marcos Campos de Pinho Resende, da banca mineira Moura Tavares Figueiredo Moreira e Campos Advogados, a geração Y trouxe ao mercado uma visão moderna da advocacia.

“Tratam-se de profissionais normalmente ágeis e descomplicados, amplamente adaptados às mudanças, às ferramentas de tecnologia e preocupados com a otimização do tempo, visando buscar uma maior efetividade dos serviços prestados”, analisa.

Desafio
Apesar da conscientização de que a geração Y veio para ficar, a crise entre gerações ainda é um desafio para os escritórios. “O maior desafio, sem dúvida, é lidar com a velocidade com que eles esperam que as coisas aconteçam, que nem sempre é compatível com a realidade de mercado”, pondera José Ricardo Bastos Martins.

Por isso, muitos escritórios já são basicamente formados por essa geração. “Só temos membros da geração Y. Em nosso escritório utilizamos apenas lap tops, tablets, entre outras tecnologias. Todo o arquivo é digitalizado, exceto quando algum cliente se opõe ou determinado documento não pode ser digitalizado. Temos uma página no facebook onde podemos interagir através de rede social. Dessa forma, a geração Y é a geração dominante e deve ser explorada em todos os aspectos”, afirma Alan Balaban, do Braga e Balaban Advogados.

Contrários
No entanto, há quem duvide da capacidade profissional dessa geração e criticam, em especial, o fato desses novos profissionais migrarem rapidamente entre diferentes empresas.

“A geração Y tem um grande problema: possui nas mãos uma enorme carga de informação, mas não sabe o que fazer com ela! A geração Y se escora no Google, o oráculo do mundo pós-moderno, e não sabe escrever uma petição à mão. Tentamos mostrar que existe ainda um mundo palpável, que o saber crítico é imprescindível”, afirma Eduardo Pragmácio Filho, do Furtado, Pragmácio Filho & Advogados Associados.

Para Ricardo Pereira de Freitas Guimarães, do Freitas Guimarães Advogados Associados, a advocacia atual ainda “carrega consigo uma visão conservadora”.

“Na formação jurídica deles falta conhecimento da língua portuguesa e da própria teoria do Direito. Eles não vislumbram a necessidade de um aprimoramento acadêmico, mas, sim, a utilização de expedientes, procedimentos e métodos esteriotipados, já encontrados no mundo virtual”, afirma José Augusto Rodrigues Jr, do Rodrigues Jr. Advogados.

Autor: Tags: , , , , , , ,

terça-feira, 19 de julho de 2011 Escritórios | 16:21

Fragata e Antunes Advogados tem 2 novos sócios

Compartilhe: Twitter

O escritório Fragata e Antunes Advogados tem dois novos sócios em seu quadro de sócios: Caio Lucio Montano Brutton e Alessandra Brizotti Mazzieri de Lima.

Formado pela PUC (Pontifícia Universidade Católica) de Minas Gerais e pós-graduado em Direito Público pela ANAMAGES (Associação Nacional dos Magistrados Estaduais), Caio Brutton possui MBA em Gestão de Negócios Jurídicos pela Faculdade de Administração Milton Campos e é membro da Comissão de Sociedade de Advogados da OAB Seccional Minas Gerais. Ele atuará na unidade de Minas Gerais do escritório, nas áreas de contencioso cível e tributária.

Alessandra Mazzieri, por sua vez, é formada pela Universidade Paulista (UNIP) e atuará em São Paulo, coordenando a área de volume, sendo responsável pelas questões cíveis e de direito do consumidor.

Autor: Tags:

segunda-feira, 27 de junho de 2011 Advocacia | 18:56

Seminário debate novos meios de pagamento

Compartilhe: Twitter

Organizado pelo advogado Bruno Boris, sócio do Fragata e Antunes Advogados e coordenador da Coordenadoria de Direito do Consumidor da Comissão do Jovem Advogado da seccional paulista da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), o seminário “Aspectos legais dos meios de pagamento”, terá como pauta as questões polêmicas relacionadas aos cartões de crédito, aos sistemas de pagamento seguro como o PayPal –que chegou ao Brasil no ano passado–, e às compras feitas por intermédio de sites de aproximação de interessados, como o Mercado Livre.

As palestras estarão a cargo do desembargador do TJ-SP Tasso Duarte de Melo, que é professor da Universidade Mackenzie; e dos advogados Mônica Rodrigues Ferreira Leite e Marco Aurélio Brasil Lima, professor de pós-graduação em Direito Eletrônico da Unigran. O evento acontece em 5 de julho.

Inscrições pelo site www.oabsp.org.br

Autor: Tags: ,

  1. Primeira
  2. 1
  3. 2
  4. 3
  5. Última