Publicidade

Posts com a Tag Exame de Ordem

terça-feira, 23 de outubro de 2012 OAB | 16:00

Prova da OAB foi difícil, afirma professor

Compartilhe: Twitter

A 2ª Fase do VIII Exame de Ordem realizado no último domingo para cerca de 52 mil candidatos contou com questões “médias e difíceis”. É o que afirmaram professores do Complexo Educacional Damásio de Jesus ouvidos pela coluna.

“A exigência do exame ficou, em nossa análise, entre os níveis médio e difícil, mas os assuntos cobrados seguiram as tendências das últimas provas”, afirmou Marco Antonio Araujo Junior. “As questões foram bem elaboradas e não apresentaram problemas nos seus enunciados”, completou.

A prova que permite ao bacharel de Direito o título de advogado é organizado pela Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) e pela Fundação Getúlio Vargas (FGV).

No dia 5 de novembro serão divulgadas as respostas oficiais. Tres dias depois, sai a lista prévia de aprovados.

Leia também:
Federais são campeãs de aprovação no exame da OAB

Autor: Tags:

domingo, 3 de junho de 2012 OAB | 05:37

Advogado lança livro de "autoajuda" para Exame de Ordem

Compartilhe: Twitter

Toda a preparação que se preze deve levar em conta os fatores psicológicos e pedagógicos. No Exame de Ordem para ingressar na carreira advocatícia não seria diferente. Pensando nisso e para fugir de livros teóricos, o advogado Marcelo Hugo da Rocha, professor de um curso preparatório para a prova da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) lançou a obra “Guia passe na OAB”.

O livro traz assuntos como plano de estudos, fontes de consulta, escola do melhor cursinho, quantas horas se deve estudar por dia, teste vocacional para a segunda fase, além do temido TPP – tensão pré-prova.

Lançado pela editora Saraiva, o livro conta com 206 páginas de fácil leitura.

Autor: Tags: ,

quinta-feira, 1 de março de 2012 Advocacia | 12:38

Projeto permite estágio após formatura até registro na OAB

Compartilhe: Twitter

Para trabalhar como advogado não basta a formação em Direito. É imprescindível ao profissional passar no Exame de Ordem aplicado pela Ordem dos Advogados do Brasil (OAB). Enquanto esse teste não der resultado positivo, o então bacharel fica num dilema: não pode ser estagiário nem atuar como advogado. E agora?

Para resolver essa dúvida a Câmara dos Deputados analisa proposta que permite a prorrogação do contrato de estágio de pessoa formada, desde que o ex-estudante ainda vá realizar alguma avaliação necessária para o exercício da profissão. A prorrogação está prevista no Projeto de Lei 3158/12, do deputado Paulo Abi-Ackel (PSDB-MG).

A proposta permite que o contrato de estágio seja prorrogado por até dois anos após a formatura. Caso a avaliação obrigatória ocorra periodicamente, o contrato poderá durar até o resultado final do terceiro exame ocorrido após a formatura do estagiário.

Lei do Estágio
A proposta altera a Lei do Estágio (11.788/08), que, entre outras medidas, evita que empresas contratem estagiários para exercerem atividades típicas de empregados, pagando menos e deixando de oferecer benefícios trabalhistas.

“Após três anos em vigor, já é possível avaliar os resultados positivos que a lei teve, mas também é possível identificar pontos em que ela merece ser aprimorada”, diz Abi-Ackel.

Segundo o deputado, a lei criou uma situação desfavorável aos formandos que ainda não passaram no exame da OAB – seus contratos de estágio não podem ser mantidos, mas eles também não podem ser contratados pelos escritórios onde trabalham.

Se o projeto for aprovado, a possibilidade de prorrogação do contrato de estágio valerá não só para os formandos em Direito, como para os ex-estudantes de qualquer curso cujos formandos dependam de aprovação em exame para o exercício da profissão.

Para se ter uma ideia, no último exame, o índice médio de aprovados foi de 24,52%. A Bahia teve o maior número de aprovados, com 34,64%, seguido de Santa Catarina, com 29,09% e Rio Grande do Sul, com 28,78%.

O projeto tramita em caráter conclusivo e será analisado pelas comissões de Trabalho, de Administração e Serviço Público; e de Constituição e Justiça e de Cidadania.

Com informações da Agência Câmara

Autor: Tags: ,

quarta-feira, 15 de junho de 2011 Advocacia | 15:46

Dicas da OAB para o Exame da Ordem

Compartilhe: Twitter

A Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) vai divulgar a data oficial para seu segundo Exame da Ordem (são três oportunidades) deste ano, programado para o dia 17 de julho. É a chance de quem se formou em Direito ou está no último ano da faculdade de obter a carteira da OAB e assim poder exercer a profissão de advogado.

Confira abaixo dicas do presidente da comissão que trata do Exame da Ordem da OAB de São Paulo, Edson Cosac Bortolai, para se sair bem na prova.

Como passar no Exame de Ordem da OAB?

Autor: Tags: ,

quinta-feira, 2 de junho de 2011 Advocacia, OAB | 11:40

Supremo nega inscrição na OAB sem exame

Compartilhe: Twitter

O Supremo Tribunal Federal (STF) manteve nesta quarta-feira (1/6) a decisão do presidente do tribunal Cezar Peluso que cassou liminar dada a dois bacharéis de direito do Ceará. No final do ano passado, Peluso derrubou liminar que permitiu a inscrição deles na seção cearense da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) sem a realização do exame da OAB.

“É notório o alto índice de reprovação nos exames realizados pelas seccionais da OAB, noticiado de forma recorrente pelos órgãos da imprensa. Nesses termos, todos os bacharéis que não lograram bom sucesso nas últimas provas serão potenciais autores de futuras ações para obter o mesmo provimento judicial”, ressaltou o presidente na decisão datada de 31 de dezembro de 2010.

Leia também:
MEC suspende 11 mil vagas em cursos de Direito de baixa qualidade

Autor: Tags: ,

quinta-feira, 12 de maio de 2011 Advocacia | 20:11

Bacharéis defendem fim do exame da OAB

Compartilhe: Twitter

Em audiência na Câmara dos Deputados, realizada nesta quinta-feira (12/8), o exame da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) para o exercício da advocacia foi questionado. De um lado, deputados e representantes de entidades ligadas a acadêmicos e bacharéis em Direito questionaram os critérios utilizados e a legitimidade da OAB em aplicar as provas que habilitam recém-formados a exercerem a advocacia.

Do outro, a OAB reafirmou que o exame é imprescindível para medir o conhecimento jurídico dos futuros profissionais.

Sabemos que os professores podem fazer testes para reprovar 10%, 20% ou 30% dos alunos. O problema é quando 85%, 90% dos candidatos são reprovados”, disse o presidente da Organização dos Acadêmicos e Bacharéis em Direito do Brasil, Reinaldo Arantes.

A OAB se defendeu dizendo que 75% dos estudantes que realizam o exame são favoráveis a prova. “O advogado vai tratar da liberdade e dos bens das pessoas. Se ele não estiver bem preparado, o cidadão é que será punido”, argumentou o secretário-geral do Conselho Nacional da OAB, Marcus Vinícius Furtado Coelho, ressaltando que os exames de ordem são uma realidade em vários países, como Itália, França, Estados Unidos, Alemanha e Inglaterra.

Com informações da Agência Câmara de Notícias

Autor: Tags: ,

Advocacia, OAB | 12:15

Deputados discutem obrigatoriedade do exame da OAB

Compartilhe: Twitter

A Comissão de Educação e Cultura realiza nesta quinta-feira (12/5) uma audiência pública para discutir a obrigatoriedade do exame da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) para os bacharéis em Direito.

A audiência foi proposta pelos deputados Domingos Dutra (PT-MA) e Biffi (PT-MS). Eles afirmam que os formandos em Direito estão insatisfeitos com a exigência do exame para se exercer a profissão (Lei 8.906/94).

Entre os pontos considerados controversos pelos parlamentares, estão os critérios de elaboração das provas, o conteúdo do exame e o custo elevado da taxa de inscrição, que dificulta a participação de estudantes de baixa renda.

Com informações da Agência Câmara

Autor: Tags: , ,

terça-feira, 1 de março de 2011 Advocacia, OAB | 17:15

Decisão que permitiu ingresso na OAB sem prova é suspensa

Compartilhe: Twitter

O presidente do Tribunal Regional Federal (TRF) da 1ª Região, desembargador federal Olindo Menezes, suspendeu nesta terça-feira (1/3) a eficácia das sentenças proferidas pelo juiz federal Julier Sebastião da Silva, que permitiram que candidatos reprovados no Exame de Ordem se inscrevessem nos quadros da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) do Mato Grosso.

Menezes atendeu a um pedido do Conselho Federal da OAB federal. Para a decisão, o presidente do TRF levou em consideração o prejuízo que pode ocorrer em razão do chamado “efeito multiplicador”, ante à possibilidade de que idênticos processos se repitam. Também levou em conta o fato de o Supremo Tribunal Federal (STF) ter reconhecido repercussão geral a matéria semelhante e irá, em breve, julgar a questão em definitivo tendo como relator o ministro Marco Aurélio.

As informações são da OAB.

Autor: Tags: ,

segunda-feira, 24 de janeiro de 2011 OAB | 16:32

Promotoria de SC vai à Justiça contra prova da OAB

Compartilhe: Twitter

O Ministério Público Federal em Santa Catarina ingressou com Ação Civil Pública contra o Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) e a Fundação Getúlio Vargas (FGV), com pedido de nova correção das provas do Exame da Ordem, realizado no segundo semestre de 2010.

Essa é a quarta vez que promotorias do País ajuízam ação contra a OAB. A primeira ação foi movida MPF do Ceará. Outros dois processos correm no Distrito Federal e em Goiás, mas ainda sem decisão.

Em Santa Catarina, além dos pedidos já expostos, os procuradores requerem que sejam aceitas as inscrições, independentemente do pagamento de taxa ou tarifa, para o próximo, ou próximos Exames de Ordem, dos candidatos reprovados na segunda fase do Exame de Ordem Unificado 2010.02, ou devolver valores que eventualmente já tenham sido pagos por esses candidatos para inscrição em novos Exames de Ordem, até que seja concluído o Exame 2010.02.

Conheça a página de Educação do iG. Clique aqui.

Estágio: Confira as oportunidades para a área do Direito.

Autor: Tags: ,

terça-feira, 4 de janeiro de 2011 OAB | 09:56

STF suspende liminar que autorizava inscrição na OAB sem prova

Compartilhe: Twitter

A liminar que obrigava a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) a inscrever dois bacharéis em Direito sem a aprovação no Exame de Ordem foi suspensa pelo presidente do Supremo Tribunal Federal, ministro Cezar Peluso. A liminar foi concedida no mês passado pelo desembargador Vladimir Souza Carvalho, do Tribunal Regional Federal da 5ª Região, e gerou polêmica.

Em decisão proferida ontem, dia 3, Peluzo dá razão aos argumentos da OAB. “Ante o exposto, defiro o pedido, para suspender a execução da liminar concedida nos autos do Agravo de Instrumento nº 0019460-45.2010.4.05.0000, até o trânsito em julgado ou ulterior deliberação desta Corte. (…).

No processo, a OAB afirma que a liminar causa grave lesão à ordem pública, jurídica e administrativa, afetando não somente a entidade, mas toda a sociedade.

Carvalho concedeu uma liminar ao bacharel Francisco Cleuton Maciel, permitindo que esse se inscrevesse na seccional cearense da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), sem a necessidade de passar pela seleção.

Maciel tinha ingressado com mandado de segurança para assegurar direito de inscrição na OAB sem fazer o exame e chegou a ser derrotado em primeira instância. Só no recurso ao TRF5 é que ele teve êxito.

Clique abaixo e saiba mais sobre o caso:
Desembargador do Ceará autoriza inscrição na OAB sem prova
Filho de juiz que defende inscrição na OAB sem prova reprovou 4 vezes

Leia também:
Supremo decidirá se exame da OAB é obrigatório
Presidente da OAB acha um risco o fim do Exame da Ordem

Autor: Tags: , , ,

  1. Primeira
  2. 1
  3. 2
  4. Última