Publicidade

Posts com a Tag Derivativos

quinta-feira, 28 de junho de 2012 Derivativos, Empresas | 18:23

STJ arquiva ação de R$ 2,5 bilhões da Sadia contra ex-diretor

Compartilhe: Twitter

Empresa alimentícia não conseguiu responsabilizar ex-diretor financeiro (Foto: AE)

O Superior Tribunal de Justiça (STJ) decidiu arquivar, na última terça-feira (26/6), a queda de braço milionária movida pela Sadia, subsidiária da Brasil Foods, contra seu ex-diretor financeiro, cujo nome no processo é mantido sob sigilo –apenas com as iniciais ALF.

Ele é acusado pela empresa alimentícia como sendo o único responsável pelo prejuízo de R$ 2,5 bilhões com derivativos, durante a crise financeira de 2008.

Em acordão que deve ser publicado nesta sexta-feira (29/6), cujo relator foi o ministro Ricardo Villas Bôas Cuevas, a Corte entendeu que, se as contas foram aprovadas pela empresa no curso no processo à época da transação, não há o que se discutir na Justiça.

“Esta Corte Superior mantém o entendimento de que, salvo se anulada, a aprovação das contas sem reservas pela assembleia geral exonera os administradores e diretores de quaisquer responsabilidades”, assinalou Cuevas em acórdão, cuja decisão foi apoiada, por unanimidade, pelos demais ministros presentes a sessão (Nancy Andrighi, Sidnei Beneti e Paulo de Tarso Sanseverino).

O processo chegou ao STJ em novembro de 2011, mas a discussão se arrasta na Justiça, em tribunais inferiores, desde 2008. No Tribunal de Justiça de São Paulo, em agosto de 2010, o caso decidido sem julgamento do mérito. O STJ, por sua vez, rejeitou o recurso especial da companhia contra a decisão essa mesma decisão proferida na corte paulista.

A companhia ainda pode recorrer dentro do próprio STJ, mas segundo uma fonte ligada à empresa ouvida pela reportagem, a possibilidade disso ocorrer –e com êxito—é considerada pequena.

O executivo ALF integrou por seis anos o quadro de funcionários da Sadia. As operações com derivativos cambiais levaram a Sadia a um prejuízo de R$ 2,484 bilhões ainda em 2008, o maior de sua história de 64 anos.

Leia também:
Tribunais punem sócios e não empresas, revela pesquisa
Marca Sadia é avaliada entre R$ 10 bilhões e R$ 15 bilhões

Autor: Tags: ,