Publicidade

Posts com a Tag Análise Advocacia 500

segunda-feira, 28 de novembro de 2011 Advocacia, Escritórios | 05:13

Empresas optam por advogados externos em ações penais

Compartilhe: Twitter

Quando matérias penais chegam a uma empresa, escritórios externos são contratados para atender esse tipo de demanda, sendo raros os casos em que o departamento jurídico da empresa atua. É o que revela uma pesquisa publicada pela revista “Análise – Executivos Jurídicos e Financeiros”.

O levantamento realizado com cerca de 1,5 mil companhias com sedes em 24 estados brasileiros e no Distrito Federal, que atuam em quatro diferentes setores da economia, revelou que 77% das empresas preferem advogados contratados especificadamente para atuar nesses casos. Em 23% dos casos, o departamento jurídico interno cuida da demanda.

Contencioso (70%), tributário (69%), propriedade intelectual (69%) e a área de fusões e aquisições (62%) também apresentam alta procura por escritórios externos. Já os setores de contratos (85%), consultivo (76%), operacional (73%), Administrativo (69%) e Imobiliário (69%) são os que os departamentos jurídicos interno das empresas mais atuam.

O levantamento de dados dos executivos jurídicos e financeiros das maiores empresas brasileiras foi realizado entre 8 de fevereiro a 30 de abril de 2011.

Autor: Tags:

sexta-feira, 18 de novembro de 2011 Advocacia | 05:35

Conheça os advogados mais admirados do País

Compartilhe: Twitter

Vinte e seis advogados tiveram seus nomes na lista dos profissionais mais admirados por diretores jurídicos das maiores empresas por receita liquida do Brasil. A pesquisa da revista “Análise Advocacia 500″ de 2011 indicou os advogados admirados em duas ou mais áreas do Direito, entre as 12 analisadas pela publicação.

O advogado Paulo Cezar Aragão, do Barbosa, Müssnich & Aragão Advogados foi o líder do ranking. Especialista em contratos comerciais, exportação e importação, operações financeiras e societário, o advogado teve citações nas quatro áreas.

O segundo colocado foi o advogado Arnoldo Wald, do Wald e Associados que, assim como o advogado Fabio Ulhoa Coelho, do Fabio Ulhoa Coelho Advogados Associados, foram citados em três áreas.

Na terceira colocação, com duas citações, apareceram os demais 23 advogados citados na lista da publicação jurídica. São eles (por ordem alfabética):
Adriano Chaves, do Campos Mello Advogados; Alberto Xavier, do Xavier, Bernardes, Bragança Sociedade de Advogados; Bruno Balduccini, do Pinheiro Neto Advogados; Carlos José Rolim de Mello, do Machado, Meyer, Sendacz e Opice Advogados; Carlos Roberto Siqueira Castro, do Siqueira Castro dvogados; Fernando Botelho Penteado de Castro, do Pinheiro Neto Advogados; Flavio de Queiroz Bezerra Cavalcanti, do Queiroz Cavalcanti Advogados; Francisco Antunes Müssnich, do Barbosa, Müssnich & Aragão Advogados; Gilberto Ayres Moreira, do Rolim, Viotti & Leite Campos Advogados; Gustavo Lorenzi de Castro, do De Vivo, Whitaker, Castro e Gonalves Advogados; Marcelo terra, do Duarte, Garcia, Caselli Guimarães e Terra Advogados; Maria Cristina Cescon, do Souza, Cescon, Barrieu & Flesch Advogados; Maximilian Fierro Paschoal, do Pinheiro Neto Advogados; Mosche Sendacz e Nei Schiling Zelmanovits, ambos do Machado Meyer, Sendacz e Opice Advogados; Nelson Ney Junior, do Magalhães, Nery e Dias Advogados; Oswaldo Leite de Moraes Filho e Paulo Frank Coelho da Rocha, ambos do Demarest e Almeida Advogados; Rafael de Carvalho Pássaro, do Machado, Meyer, Sendacz e Opice Advogados; Roberto Quiroga Mosquera, do Mattos Filho, Veiga Filho, Marrey Jr e Quiroga; Rubens José Velloza, do Velloza & Girotto Advogados Associados; Sergio Bermudes, do Escritório de Advocacia Sergio Bermudes; e Silvia Zeigler, do Zeigler e Mendonça de Barros Sociedade de Advogados.

Em 2011, a coleta de dados ocorreu entre 29 de julho a 9 de setembro com os empresários no Brasil.

Autor: Tags:

segunda-feira, 14 de novembro de 2011 Advocacia | 15:37

Advogados mais admirados do País se formaram na USP

Compartilhe: Twitter

Trinta e três por cento dos 258 advogados destacados pela pesquisa da revista Análise Advocacia 500, edição 2011, se formaram na Universidade de São Paulo (USP). O levantamento destaca os mais admirados do País. Entre os sócios dos 521 escritórios citados na pesquisa, outros 16,6% se formaram no Largo São Francisco.

A USP só perde a primeira colocação quando é identificado o perfil dos associados dos escritórios do País. A Pontifícia Universidade Católica (PUC-SP) aparece em primeiro lugar, com 10,4%, seguida pela Universidade Presbiteriana Mackenzie (9,5%) e, em terceiro lugar, aparece a USP, com 7%.

A pesquisa foi realizada entre 29 de julho a 9 de setembro com diretores jurídicos das maiores empresas por receita liquida do País. Executivos de 855 empresas de 65 diferentes setores da economia de 22 estados e no Distrito Federal, responderam ao levantamento.

Autor: Tags: ,

sexta-feira, 11 de novembro de 2011 Advocacia | 08:26

Quatro escritórios são escolhidos os melhores do País

Compartilhe: Twitter

Demarest e Almeida, Pinheiro Neto, Siqueira Castro e Trench, Rossi, Watanabe Advogados foram os escritórios mais admirados do Brasil em pesquisa realizada pela revista “Análise Advocacia 500” de 2011.

As quatro bancas foram lembradas em duas ou mais áreas do Direito entre as 12 especialidades analisadas pela publicação que faz a pesquisa com 521 escritórios do País. Elas foram citadas em todas as áreas.

Na segunda colocação, com 11 citações, ficaram os escritórios Mattos Filho, Veiga Filho, Marrey Jr. e Queiroga Advogados; TozziniFreire Advogados e Veirano Advogados. Em terceiro lugar aparece a banca Machado, Meyer, Sendacz e Ópice Advogados, com dez citações.

As demais bancas que aparecem no ranking –44 no total—aparecem com menos de nove citações.

O estudo é resultado da opinião de diretores jurídicos das maiores empresas por receita liquida do Brasil. Em 2011, a coleta de dados ocorreu entre 29 de julho a 9 de setembro.

Autor: Tags: , , , , , , , ,

quarta-feira, 9 de novembro de 2011 Advocacia | 05:30

Brasil tem 21 filiais de escritórios estrangeiros no País

Compartilhe: Twitter

Desde 1997, quando chegou ao Brasil a primeira filial de um escritório estrangeiro de advocacia no País, o número de bancas aumenta a cada ano. Hoje são 21 escritórios. A maioria oriunda dos Estados Unidos, que já conta com 11 bancas. Os dados são da revista “Análise Advocacia 500” 2011.

Os recém chegados são o inglês Cleary Goottieb Steen & Hamilton LLP, e os americanos Davis Polk & Wardell e Jones Day.

A maioria dos escritórios (18) escolheu o Estado de São Paulo como filial. Apenas três deles optaram pelo Rio de Janeiro para instalar sua sede.

Autor: Tags: , ,

sábado, 5 de novembro de 2011 Empresas | 05:14

Caixa tem o maior departamento jurídico do País

Compartilhe: Twitter

A Caixa Econômica Federal (CEF) é a empresa que tem é maior departamento jurídico do País, segundo dados da revista “Análise – Executivos Jurídicos e Financeiros”. De acordo com a publicação, o banco estatal conta com 3.193 funcionários, dos quais 907 deles são advogados, 1.481 são estagiários e 805 estão no setor administrativo.

O segundo colocado é o Itaúsa, do grupo Itaú, com 480 advogados seguido pela empresa de telefonia GVT, com 445 profissionais formados da área do direito. No quarto posto figura o Banco Bradesco com 359 advogados (e 177 estagiários) seguido pelo Banco do Nordeste com 228 profissionais do direito (mais 61 estagiários).

O perfil das empresas pesquisadas pela “Análise – Executivos Jurídicos e Financeiros” levou em consideração a receita líquida de cada uma delas. Foram entrevistadas cerca de 1,5 mil companhias com sedes em 24 estados brasileiros e no Distrito Federal que atuam em quatro diferentes setores da economia.

O levantamento de dados dos executivos jurídicos e financeiros das maiores empresas brasileiras foi realizado entre 8 de fevereiro a 30 de abril de 2011.

Ações
Ainda que tenha o mais numeroso departamento jurídico do País, uma curiosidade é que em setembro deste ano, a CEF anunciou a desistência de mais de 95% de processos em que era parte no Supremo Tribunal Federal (STF).

Os principais critérios para a Caixa desistir da maioria das causas foram o pequeno valor de algumas delas e a não insistência em ações com jurisprudência já pacificadas na Corte. Desde junho, apenas um recurso da Caixa chegou ao STF.

Quando o acordo entre o banco e o Supremo foi firmado, a CEF era apontada como o segundo maior litigante da Justiça brasileira, figurando em 8,5% de todos os processos que tramitam no país, segundo levantamento do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), atrás apenas do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS).

Leia também:
Caixa é líder em ações no STF; União é a segunda colocada

Autor: Tags: , ,

quinta-feira, 3 de novembro de 2011 Advocacia | 05:32

Homens comandam 71% dos escritórios, revela pesquisa

Compartilhe: Twitter

As qualidades femininas já são percebidas pelo mercado de trabalho e, cada vez mais, passam a integrar o perfil desejado nos cargos estratégicos das organizações. Isso não seria diferente nos escritórios de advocacia do Brasil. No entanto, essa percepção ainda não atinge os mais altos cargos das bancas mais admiradas do País.

Segundo uma pesquisa realizada pela revista “Análise Advocacia 500”, cujos números foram apresentados a Leis e Negócios em primeira mão, dos 521 escritórios mais admirados do Brasil, 71% têm homens como sócios enquanto apenas 29% são mulheres.

Destes, por sua vez, em média, os sócios têm 22 anos de profissão e 42 anos de idade. Dos profissionais que figuram nesse cargos, 28% possuem mestrado e somente 8% concluíram o doutorado.

A maioria dos sócios atuam na área cível (29%), seguida pelas áreas tributária (23%), societária (20%), trabalhista (14%) e comercial (12%).

O levantamento
A pesquisa realizada pela “Análise Advocacia 500” apresenta os escritórios mais admirados do Brasil em 12 áreas do Direito, segundo a opinião de diretores jurídicos das maiores empresas por receita liquida do País.

Em 2011, a coleta de dados ocorreu entre 29 de julho a 9 de setembro.

Executivos de 855 empresas de 65 diferentes setores da economia de 22 estados e no Distrito Federal, responderam ao levantamento.

Autor: Tags: ,

  1. Primeira
  2. 1
  3. 2
  4. 3
  5. 4
  6. 5
  7. Última