Publicidade

Arquivo da Categoria Sem categoria

sábado, 11 de agosto de 2018 Advocacia | 00:22

11 de agosto, dia do Advogado: Porque Direito…

Compartilhe: Twitter

Hoje, 11 de agosto, data que se comemora o Dia do Advogado. E a data nada mais é do que uma comemoração à toda classe que cursou Direito, independente da área que seguiu. Ao menos, foi nessa linha que a coluna Leis e Negócios, que há 8 anos presta homenagens a essa classe, resolveu publicar um material diferente dedicado àqueles cuja profissão gira em torno do termo “Justiça”. Escolhemos uma forma diferente para a matéria de hoje: questionamos aos próprios advogados, ministros do STJ e juízes, o motivo pelo qual escolheram essa faculdade. Vários profissionais deram seus relatos. Confira e entenda porque o Direito é, sim, uma das áreas mais admiradas neste País.

Laurita Vaz – Presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ)
Meu interesse pela carreira jurídica surgiu ainda na infância, muitos anos antes de prestar vestibular para Direito. Precisamente no 5.º ano do antigo curso ginasial, tive um excelente professor de Português, por quem nutria grande admiração. Esse exímio professor, também era Promotor de Justiça na minha cidade. Sua vasta cultura, eloquência e respeitabilidade, inspiraram-me, anos mais tarde, a optar pelo curso de Direito na PUC de Goiás. Logo após a conclusão da minha graduação, inscrevi-me no concurso público para o cargo de Promotor de Justiça do Estado de Goiás, logrando aprovação. Esse dedicado e memorável professor fez despertar, ainda, a minha vocação para o magistério. Somaram-se, ainda, outras motivações para a minha decisão de seguir a carreira jurídica: a vontade que sempre tive de fazer a diferença na vida das pessoas e a minha ínsita e perene irresignação diante de injustiças.

Ministro Humberto Martins – Superior Tribunal de Justiça (STJ)
Dois grandes incentivos definiram a minha escolha pela área jurídica. A primeira se relaciona com a influência familiar. Eu sou filho de um jurista e, desde muito cedo, acompanhei meu pai em seu labor diário como Promotor de Justiça. O meu pai, José Martins, foi uma grande influência na minha formação e, obviamente, estimulou a minha inserção na área jurídica.
A segunda influência é tributada à vocação. Desde cedo, eu descobri que tinha muito interesse nesse debate importante acerca do direito das pessoas. É certo que a vocação do jurista – que trabalha com o direito – não vem do direito positivo, ou seja, dos códigos e das leis. Ela vem do sentimento de justiça. A minha vocação em relação à justiça, como um valor muito relevante para todos, se expressou na pluralidade de funções jurídicas com as quais eu trabalhei. Eu já fui advogado, promotor, procurador do Estado, professor universitário e, atualmente, sou magistrado, na função de Ministro do Superior Tribunal de Justiça. A minha visão sobre a área jurídica envolve quase todas as suas funções, portanto.
Por fim, além de me formar em direito, pela Universidade Federal de Alagoas, na qual lecionei, eu também me graduei em administração de empresas. É muito importante indicar que o direito requer outros conhecimentos para se tornar mais humano. Assim, recomendo sempre aos juristas que tenham outros focos de estudos em áreas diversas, para que – como eu fiz – possam ter uma visão mais abrangente do mundo.

Felipe Fernandes – advogado especialista em direito desportivo e empresarial do Fril Advogados
Para ver além das leis e ajudar nas entrelinhas…

Rodrigo Karpat – Advogado especialista em direito condominial e sócio do Karpat Advogados
“Sem o direito não tem justiça. E desde de os primórdios já existia a ideia do direito em relação a proibição de se comer a maçã, isso me encantou”

Fabrício Posocco é professor universitário, coautor de livros jurídicos e advogado sócio-proprietário do escritório Posocco & Associados Advogados e Consultores
Ser advogado é muito mais do que conhecer leis e procedimentos. É sinônimo de estudo, trabalho, paciência, perseverança, criatividade, destemor, coragem, humildade e de saber ouvir. Tudo isso faz com que o advogado se torne um agente essencial para a segurança jurídica do mundo moderno. Tendo importância, inclusive, constitucionalmente assegurada para com a realização da Justiça. (..) Assim é o advogado. Leal e justo. Comprometido com a verdade sem incitar o ódio ou revanchismo. É o profissional que utiliza seus conhecimentos para ajudar o próximo.

Eduardo Koetz, sócio do Koetz Advocacia, escritório especializado em Direito Previdenciário. Formado em 2008 na Unisinos em São Leopoldo (RS)
“Escolhi ser advogado por acreditar que o profissional deve sempre lutar para defender o direito das pessoas. Com o Direito Previdenciário consigo atuar com os que mais precisam e que geralmente estão enfrentando um momento de dificuldade. São pessoas que necessitam de um profissional leal e que vá fazer o melhor por elas, fazendo jus à confiança depositada. Advogar é fazer da luta das pessoas a sua luta, e advogar de corpo e alma traz uma vida repleta de vitórias e de superações”

Maurício Ortega – Advogado empresarial
“Escolhi ser advogado para ajudar as pessoas a realizarem seus objetivos de forma lícita, e resolver problemas de forma inteligente e eficaz.”

Autor: Tags:

sexta-feira, 3 de agosto de 2018 Advocacia | 16:13

Kurier participa de Seminário de Marketing para Advocacia em São Paulo

Compartilhe: Twitter

A Kurier – empresa líder na área de extração e gestão de informações jurídicas – vai participar do Seminário de Planejamento Estratégico e Marketing para Advocacia, que será realizado dia 14 de agosto, no Hotel Maksoud Plaza.

“O planejamento e o marketing são duas ferramentas fundamentais para o advogado estar bem preparado para o mercado competitivo, seja ele de escritório ou de departamento jurídico. Por isso, durante o evento vamos apresentar aos participantes produtos e serviços que auxiliam os profissionais de Direito no seu dia a dia”, explica Fred Ferraz, o diretor comercial e de marketing da Kurier.

Segundo ele, o seminário visa atender tanto ao advogado que já está familiarizado com as ferramentas, bem como aqueles que ainda não as aplicam. “Não dá para imaginar o futuro da advocacia sem a presença de ferramentas de tecnologia. A inteligência artificial já é uma realidade no mundo jurídico”, complementa.

Durante o evento, serão debatidos temas como: a importância do planejamento estratégico, ferramentas e softwares que ajudam no planejamento, erros comuns na apresentação dos escritórios ao mercado e o marketing à luz da legislação da OAB, entre outros. Informações podem ser obtidas pelo telefone (11) 5041-8317.

Autor: Tags:

Advocacia | 15:24

Enrique Lewandowski é novo sócio do J.R. Amaral Advogados

Compartilhe: Twitter

O advogado e economista Enrique Lewandowski é o novo sócio do J.R. Amaral Advogados, banca fundada por Romeu Amaral em 2012. Com a entrada do especialista em Direito Tributário, a banca passa a contar com mais uma área especializada, destinada a atender as questões tributárias dos clientes.

Em virtude desse importante passo, que resulta em uma nova sociedade, os sócios apresentam o novo nome do escritório, que passa a se chamar Amaral Lewandowski Advogados.

O escritório atua nas áreas de direito societário/M&A, mercado de capitais, contratos empresariais, financiamento e mercado de capitais, agronegócio, contencioso societário e empresarial, arbitragem e negócios internacionais, além da área tributária, atendendo empresas nacionais e estrangeiras, fundos e investidores.

O desenvolvimento dessa nova área é um passo importante na trajetória do escritório, que busca cada vez mais se tornar especializado nas áreas consideradas relevantes para os seus clientes, e que preza por oferecer serviços jurídicos com alta qualidade, eficiência e atendimento personalizado.

Enrique Lewandowski e Romeu Amaral possuem larga experiência internacional – ambos estudaram e trabalharam nos Estados Unidos. Foi no doutorado da USP, e nas conversas que se seguiram, em que surgiu a ideia de formar a nova sociedade – Romeu vinha procurando um tributarista com o perfil do Enrique há muito tempo. Essa união, que alia conhecimento prático e teórico, foi construída para entregar um serviço aos clientes que seja sempre reconhecido pela qualidade, disponibilidade e objetividade, valores que estão na cultura do escritório desde a sua criação.

Autor: Tags:

terça-feira, 31 de julho de 2018 Advocacia | 14:25

Inteligência Artificial na advocacia: entenda

Compartilhe: Twitter

A inteligência artificial chegou para ficar de vez na sociedade. No mundo do Direito não é diferente. Apesar de inevitável, há ainda quem relute em usá-la no ambiente jurídico. Nesta entrevista, o diretor comercial e de marketing da Kurier (empresa líder na área de extração e gestão de informações jurídicas), Fred Ferraz, explica de forma clara e simples o que é e como funciona a inteligência artificial.

Leis e Negócios: A Inteligência Artificial no ambiente jurídico traz dúvidas aos advogados. Afinal, tal tecnologia pode substituir as pessoas?
Fred Ferraz: Não, claro que não. Vale lembrar que, atualmente, o processo legal sofre de lentidão na execução de julgamentos e demais atividades. O trabalho manual e extenso para ler e analisar todas as informações necessárias é cansativo e atrasa o trabalho dos que praticam o Direito. O tempo demandado para executá-lo impede o advogado de desempenhar outras ações mais interessantes para seu escritório de advocacia ou instituição. A inteligência artificial vem para somar e ajudar o operador do Direito.

LN: O que é Inteligência Artificial?
FF: Quando falamos de Inteligência Artificial estamos nos referindo a uma área da ciência da computação. O seu objetivo é desenvolver sistemas que têm a capacidade de perceber padrões e de raciocinar, simulando as habilidades da inteligência humana.
Em termos mais práticos, são algoritmos matemáticos e estatísticos, que permitem que as máquinas formulem construções como um pensamento. Outra função agregada é a interpretação de mensagens e expressões faciais. Basicamente, as máquinas são capazes de aprender com informações e conexões de dados, similarmente ao sistema neural humano.

LN: Como ela pode ser aplicada no ambiente jurídico?
FF: A Inteligência Artificial tem um futuro promissor na advocacia. A rotina pesada em decorrência da leitura de processos, leis e demais atividades pertinentes à função pode ser otimizada com a AI. Existem, hoje, sistemas que podem cruzar informações para colaborar com decisões em processos judiciais. Ou seja, os sistemas podem ajudar a desenvolver os processos manuais e desgastantes, possibilitando que os humanos cuidem dos intelectuais. Outra funcionalidade que a Inteligência Artificial permitiu é um supercomputador que analisa e computa os arquivos de processos, conseguindo responder quais deles não são úteis para a resolução do caso.

LN: Então, podemos afirmar que o operador do Direito não corre o risco de perder o emprego?
FF: Não, nunca. É importante ressaltar que tal tecnologia não vai substituir os advogados. Suas funcionalidades vêm para atender uma necessidade do mundo jurídico, altamente engasgado com o enorme fluxo de processos e dados. Ela garante maior agilidade para analisar toda a demanda de trabalho, auxiliando os profissionais com essa rotina. Pelo contrário, vai ajudar o trabalho de quem lida com o Direito.

LN: Como usar essa tecnologia em escritórios de advocacia?
FF: Todos os processos do escritório de advocacia podem ser otimizados com a Inteligência Artificial. Sua capacidade de analisar e excluir informações irrelevantes ajuda o advogado a trabalhar apenas com os dados realmente necessários, diminuindo o tempo gasto e o cansaço.
Hoje a inteligência artificial já consegue dar ao advogados informações de um processo de tempo de duração, valor da condenação e se o indicativo de sentença, tudo através de análise estatística. Isso já oferecemos aos nossos clientes. Fica claro que a função da Inteligência Artificial na advocacia é de ajudante. Ou seja, ela fará as atividades repetitivas e rotineiras, que são responsáveis por atrasar o andamento dos trabalhos. Desse modo, o profissional pode se dedicar às tarefas que exijam o intelecto humano e as habilidades sociais. Por exemplo, o advogado terá mais tempo para desenvolver contatos com clientes e demais profissionais, aumentando o networking. Ou, ainda, utilizar seu tempo para promover estratégias de marketing que gerem prospecção de novos clientes.

Fred Frerraz explica o que é inteligência artificial

Fred Frerraz explica o que é inteligência artificial

LN: Por onde começar a implantá-la?
FF: Atualmente, existem algumas ferramentas que já estão disponíveis para implantação, com o intuito de otimizar o dia a dia e aumentar a produtividade dos escritórios de advocacia. Diversos softwares jurídicos oferecem funcionalidades surpreendentes para os escritórios.
A maioria desses sistemas desempenha muitas tarefas interessantes para agilizar a rotina da advocacia. Uma delas é a leitura e análise de prazo das intimações. Em seguida, após aprender com padrões, ele indica a melhor ação a ser feita.

LN: Dê um exemplo de otimização.
FF:Estima-se que um advogado leve cerca de 3 minutos para ler uma intimação e decidir qual atitude deve ser tomada. Parece pouco, mas, para quem recebe uma grande quantidade de tais documentos por dia, muito tempo pode ser demandado pela atividade em questão. No entanto, é possível implantar medidas semelhantes, que são mais acessíveis. Existem softwares jurídicos que operam de maneira parecida e que também têm o objetivo de auxiliar o trabalho dos advogados.
Tais sistemas procuram informações que, antes, seriam buscadas manualmente e apresentam-nas de maneira otimizada e clara, gerando praticidade. Além disso, mostram quando há movimentações em processos que você acompanha.

LN: O escritório ou advogado que não se utilizar da IA pode correr o risco de ficar para trás e até perder o poder de concorrência?
FF: Totalmente. A tecnologia da AI pode modificar a maneira como o trabalho jurídico é feito, resolvendo as questões pesarosas e desgastantes, filtrando as informações para que o profissional lide apenas com questões relevantes. Assim, o advogado conta com mais tempo para desenvolver suas estratégias de persuasão, aumentar suas conexões sociais etc. Ou seja, os humanos passam a se dedicar às etapas mais intelectuais e menos processuais. Os novos advogados poderão se preocupar em desenvolver e praticar as habilidades que apenas os humanos têm para captar novos clientes e defender os casos. Algumas características, como criatividade, persuasão, empatia e capacidade de desenvolver relacionamentos sociais, serão colocadas em foco.
A Inteligência Artificial no ambiente jurídico deve ser vista como uma aliada aos profissionais da área. Seu objetivo é otimizar as rotinas de trabalho extensas e cansativas da leitura e análise de processos. Contar com a tecnologia para agilizar o cotidiano e facilitar o trabalho do advogado dá liberdade para o profissional se dedicar a outras tarefas antes deixadas de lado.

Autor: Tags:

quarta-feira, 18 de julho de 2018 Advocacia | 12:46

IX Fórum de Integração Jurídica acontece em Recife

Compartilhe: Twitter

Estão abertas as inscrições para o “IX Fórum de Integração Jurídica”, que será realizado nos dias 02 e 03 de agosto, na Escola Judicial do Tribunal de Justiça de Pernambuco, em Recife. As vagas são limitadas, por isso os interessados devem efetuar a inscrição antecipadamente pelo site: www.ennor.org.br/forum2018/. O fórum é uma iniciativa da Escola Nacional de Notários e Registradores (Ennor) em parceria com a Confederação Nacional de Notários e Registradores (CNR).

O evento terá como tema principal a “Análise Sistêmica das Recentes Normativas do CNJ para o Extrajudicial” e debaterá a relevância da desjudicialização para resolução de serviços, como elemento facilitador de mediação de conflitos, alteração de nome e paternidade socioafetiva, usucapião e gestão fiscal e carga tributária de atividades. Os palestrantes convidados são autoridades que também participarão de debates ligados aos temas dos quais são especialistas. Além de notários e registradores, magistrados, juristas e estudantes de Direito, outras pessoas interessadas em conhecer o assunto podem participar.

Autor: Tags:

segunda-feira, 16 de julho de 2018 Advocacia | 14:51

L.O. Baptista Advogados recebe prêmio internacional

Compartilhe: Twitter

O L.O. Baptista Advogados foi premiado como o melhor escritório de advocacia brasileiro em resolução de disputas 2018 – “Best Brazilian Dispute Resolution Firm 2018”, durante a 11º edição do International Legal Alliance Summit & Awards, em Nova Iorque, organizado pelo Leaders League.

O escritório concorreu com outras nove importantes bancas brasileiras e foi reconhecido por representantes de onze grandes empresas como o melhor do Brasil.
Representado no evento por três de seus dezenove sócios, ao receber a premiação a banca destacou que sua trajetória de décadas foi construída em valores que permaneceram sólidos ao longo do tempo: excelência no serviço oferecido, ética acima de tudo e valorização dos profissionais que integram seus quadros.
Um ponto reforçado pelos sócios é a constante mudança do mercado, que vem sendo acompanhada pela modernização e transformação da sociedade e do meio jurídico, seguida de perto pelo escritório.

Autor: Tags:

quarta-feira, 11 de julho de 2018 Advocacia | 12:12

Oportunidades de investimento em Portugal é tema de palestra no Rio

Compartilhe: Twitter

Nesta sexta, dia 13, às 9h, o advogado Raphael Zaroni, sócio-fundador do Zaroni Advogados, participa de evento promovido pela Câmara Portuguesa de Comércio e Indústria do Rio de Janeiro sobre Qualidade de vida e Oportunidade de Investimento na região metropolitana do Porto, em Portugal. O advogado fala sobre as vantagens de investir em Portugal e os benefícios fiscais para cidadãos e empresas brasileiras (Golden Visa e visto para investidores).

Também estarão presentes o presidente da Câmara Portuguesa, Manuel Domingues e Pinho, que fará a abertura do evento, o presidente da Câmara Municipal de Santa Maria da Feira, Emídio Souza, que apresentará informações de como é viver nesta cidade portuguesa, além de empresários que participação de uma mesa redonda. O escritório Zaroni Advogados é associado à Câmara Portuguesa, entidade voltada para o incremento das relações comerciais, tecnológicas, sociais e culturais entre Portugal e o Rio visando apoiar a realização de negócios internacionais, aproximando empresas que buscam uma inserção competitiva no cenário global. O evento será realizado na Sede da Câmara (Av. Graça Aranha, nº 1, 13º andar – Centro).

Inscrições pelo site: www.camaraportuguesa-rj.com.br

Autor: Tags:

domingo, 1 de julho de 2018 Advocacia, OAB | 20:47

Parentoni entra na disputa pela OAB-SP

Compartilhe: Twitter

Um grupo de Advogados e Advogadas, entre lideranças da Capital e Interior de SP, se reuniu na última semana, em São Paulo, para lançar o nome do Advogado Roberto Parentoni como pré-candidato à presidência da seccional paulista da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-SP).

Segundo Ivo Nascimento, líder do movimento #AdvocaciaRaiz – voltado a resgatar a advocacia militante e a cidadania – “Parentoni representa renovação e é a única oposição autêntica.”

Autor: Tags:

segunda-feira, 18 de junho de 2018 Advocacia | 22:17

Advogado lança livro sobre tutela à privacidade na Internet

Compartilhe: Twitter

O advogado e sócio da Lee, Brock, Camargo Advogados (LBCA), Caio Miachon Tenório, lança no dia 20 de junho, o livro “Manual de Tutela à Privacidade na Internet: Medidas Protetivas e Responsabilidades” (Editora do IASP), na sede do IASP, que fica na avenida Paulista, 1.294,santamaria a partir das 18h30, com coquetel.

O livro é resultado de sua dissertação de mestrado, de 2013, atualizada pelos novos dispositivos trazidos pelo Marco Civil da Internet (Lei Federal 12.965/2014) e abrange um amplo temário: internet e seus aspectos jurídicos, regulamentação da internet no Brasil, privacidade na internet, tutela na rede e responsabilidade civil na internet.

Para Caio Tenório, a internet não trouxe somente benefícios, mas atingiu direitos, principalmente ligados à privacidade: “A tutela na rede mundial de computadores tem suas peculiaridades técnicas condicionadas à arquitetura de um sistema descentralizado, que demanda conhecimentos técnicos específicos do profissional do Direito, como forma de obter uma medida protetiva eficiente e capaz de salvaguardar a privacidade do indivíduo”, afirma.

O prefácio do livro é do professor Marcel Leonardi, diretor de relações institucionais do Google Brasil, que destaca a utilidade prática da obra para os operadores do direito : “o autor aborda aspectos gerais, técnicos e jurídicos da Internet, confrontando opiniões a respeito da regulação da rede; as mazelas trazidas pelos litígios que envolvem o Direito Digital e as dificuldade enfrentadas pelos profissionais do Direito e pelo Poder Judiciário; a importância de medidas protetivas e de decisões judiciais equilibradas, abordando possíveis tutelas normativas e jurisdicionais”.
Serviço

Autor: Tags:

sexta-feira, 15 de junho de 2018 Advocacia, Escritórios | 00:27

Novo sócio: Tiago Bonnatti Peres integra o Wongtschowski & Zanotta Advogados

Compartilhe: Twitter

O advogado Tiago Bonnatti Peres é o novo sócio Wongtschowski & Zanotta Advogados. Ele integra o escritório após uma carreira de 17 anos no Cescon Barrieu Advogados, sendo nove deles como sócio.

Em sua trajetória, representou empresas nacionais e estrangeiras e fundos de private equity em operações de Fusões e Aquisições locais e cross-border, venda de ativos, joint ventures, ofertas públicas de aquisição de ações e outras operações societárias, envolvendo diversos setores da economia. Formado em Direito pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC). Entre 2006 e 2007, foi associado internacional do Davis Polk & Wardwell LLP de Nova Iorque, um dos escritórios globais mais prestigiados.

Aos 40 anos, Tiago é um jovem advogado de muito talento reconhecido recentemente como destaque pelas publicações, Legal 500 (Corporate and M&A – Tiago Bonatti Peres also attract strong praise). Leaders League ( Private Equity – Leading Team).

“Sempre respeitei a qualidade, seriedade e ética dos advogados do WZ. A união entre os sócios e o atendimento de forma efetivamente integrada em todas as áreas de atuação do escritório são um grande diferencial para os seus clientes. A advocacia do WZ traz uma cultura mais jovem, de inovação e liberdade criativa, além de muito espaço para exposição de talentos. Tenho grandes amigos aqui e, para mim, a decisão de deixar o antigo escritório para iniciar em outro só fazia sentido se fosse no WZ.”
Tiago Bonatti Peres

“O Tiago é conhecido por ser um profissional extremamente técnico, com uma capacidade única de se comunicar. Com o desenvolvimento contínuo de nossa área societária, de fusões e aquisições, mercado de capitais e private equity, notamos um aumento significativo na demanda por assessoria em operações estratégicas por todo o país, e percebemos que nosso grupo se beneficiaria muito da experiência do Tiago para melhorar ainda mais nossa capacidade de entrega. O Tiago agregará grande valor aos casos que contarem com o seu envolvimento e ajudará o escritório na definição de estratégias vencedoras.”
Alexandre Zanotta

Autor: Tags:

  1. Primeira
  2. 1
  3. 2
  4. 3
  5. 4
  6. 5
  7. 10
  8. 20
  9. 30
  10. Última