Publicidade

Arquivo do Autor

quinta-feira, 19 de setembro de 2019 Advocacia | 14:56

Metrologia legal avança nos escritórios de advocacia

Compartilhe: Twitter

Neste ano, o Inmetro aplicou 2.372 autos de infrações sobre produtos pré-medidos e, em 2018, foram 6.377 , o que vem preocupando as empresas , que têm buscado o atendimento de assessorias jurídicas para acompanhamento de perícias sobre amostras coletadas pelos fiscais nos pontos de venda e controle judicial das medidas.
Entre os principais problemas enfrentados pelas empresas com a metrologia legal está o número elevado de perícias, principalmente próximas às datas comemorativas, além da necessidade de que a coleta de amostras e a perícia seguirem os critérios estabelecidos pela legislação vigente.
Diante da demanda, algumas bancas têm investido na área de Metrologia Legal. É o caso da Lee, Brock, Camargo Advogados (LBCA) , que tem explorado as novas tecnologias para otimizar serviços exclusivos relacionados ao cumprimento de exigências do Inmetro quanto aos sistemas de medição. Esses serviços abrangem desde agilidade na gestão de dados até análises eficientes de processos e autuações.

“O valor médio das multas é de R$8 mil, mas considerando a quantidade de autuações por Estado, o total passa a ser muito significativo. Há empresas que pagam mais de R$ 1 milhão em multas/ano, a despeito de investirem em sistemas de check weight para controle do peso no momento da fabricação”, analisa Eduardo Bonfim, especialista em Direito Público, Metrologia e sócio da LBCA

Também a BNZ Advogados tem atuado no segmento. A advogada Fabíola Meira, sócia coordenadora de departamento de Relações de Consumo do BNZ, destaca que há autuações relacionadas a meros aspectos formais que não oferecem risco à saúde e segurança do consumidor como, por exemplo, mínima divergência quantitativa, interpretação sobre a forma de indicação quantitativa quando a embalagem é transparente e tamanho de letra, que devem ser devidamente contestados para o fim de comprovar a inexistência de risco ao consumidor de forma que a sanção seja, no máximo , uma advertência.
“Vale lembrar, também, que muitas vezes a autuação pode ser anulada, pois o órgão não obedece ao critério da “dupla visita”, que consiste na necessidade do agente fiscal primeiro orientar para tão somente autuar se, após uma nova visita, verificar que a infração persiste. Ainda, diante de inúmeros regulamentos e novos produtos, há muitas dúvidas sobre exigências regulatórias, o que leva ao aumento das consultas/pareceres”, afirma Fabíola.

Autor: Tags:

terça-feira, 17 de setembro de 2019 Judiciário | 15:32

AATSP inaugura Espaço no Fórum trabalhista

Compartilhe: Twitter

A presidente da Associação dos Advogados Trabalhistas de São Paulo (AATSP), Sarah Rakim, inaugurou no último dia 13 de setembro, na sede do Tribunal Regional do Trabalho – 2ª Região (TRT-2).

“É uma grande conquista e fruto da sensibilidade e da valorização da Advocacia por parte da atual gestão do TRT-2, nas pessoas da Presidente da Corte, Desembargadora Rilma Hemetério, e da Vice-Presidente Administrativa, Desembargadora Jucirema Maria Godinho Gonçalves; além da parceria com a AASP. As duas entidades juntas conceberam o Espaço da Advocacia Trabalhista, onde comungarão de forma uníssona da defesa dos interesses da Advocacia”, disse a presidente da AATSP.

Sarah lembra que no Espaço da Advocacia Trabalhista será possível emitir certificação digital, acessar serviço de cálculos, haverá Roda do Livro (lançamento e disponibilização das obras de nossos autores), acolhimento da Advogada e do Advogado em 2ª instância visando inauguração em futuro próximo do Cejusc. A sala faz homenagem a um dos fundadores da AATSP , o advogado trabalhista Agenor Barreto Parente , falecido este ano.

Autor: Tags:

Advocacia | 15:31

Martorelli Advogados lança Programa Longevidade para a contratação de estagiários com mais de 55 anos

Compartilhe: Twitter

Buscar a inclusão de pessoas com mais idade no mercado de trabalho é, agora, também uma política do departamento de recrutamento e seleção de Martorelli Advogados. Em iniciativa pioneira no mercado advocatício brasileiro, o escritório, que atualmente possui unidades espalhadas por diversos estados do Brasil, apresenta o Programa Longevidade, que tem por objetivo a contratação de estudantes de Direito com mais de 55 anos que ingressarão como estagiários.

Recém-lançado, a expectativa do escritório com o programa é conseguir a atenção destes estudantes para as vagas disponíveis nas unidades e áreas. “Queremos, primeiramente, atrair essas pessoas para participar do nosso processo de seleção”, informa Victor Rodrigo Gonçalves, gerente de RH de Martorelli Advogados. “Infelizmente, nunca vemos a presença de candidatos com mais idade em nossos processos seletivos, sequer chegam currículos para a análise do nosso departamento”, revela o executivo.

Ainda segundo o gerente de Recursos Humanos, a ideia de Martorelli Advogados é iniciar as primeiras entrevistas imediatamente, fomentando um nicho de candidatos que, além da experiência de vida, pode agregar outros conhecimentos ao escritório. “Pretendemos iniciar a nossa primeira contratação até o final do próximo mês, por isso vamos buscar estudantes com mais de 55 anos que já estejam cursando a partir do 5º período da faculdade de Direito”.

Por ser um escritório abrangente na atuação nos ramos do direito, há mais de 35 anos no mercado jurídico no Brasil, Martorelli Advogados oferecerá a possibilidade de estágio e colocação para estes estudantes em diversas áreas do Direito. “Atualmente, o escritório atua em variados ramos do Direito, como tributário, empresarial, ambiental, trabalhista, administrativo, consumidor, entre outros”, finaliza o gerente de RH.

A iniciativa de criação do Programa Longevidade é uma ação em parceria da área de Recursos Humanos com o Comitê de Diversidade e Inclusão desenvolvido pelo escritório como forma de promover a igualdade de oportunidade e de tratamento e valorização do capital humano como seu principal ativo. Para o escritório, hoje estas podem ser consideradas as grandes evoluções e preocupações do mundo corporativo.

“O Programa Longevidade não celebra apenas a nossa tradição em desenvolver os profissionais, mas traz consigo também uma resposta de inclusão e de respeito às pessoas nos seus mais diversos ciclos de vida”, explica a advogada Ana Vasconcelos, líder do Comitê de Diversidade e sócia do departamento de Direito de Família de Martorelli Advogados.

“Sabemos que a contratação de estudantes mais velhos pelas empresas representa um grande ganho social, porém ainda encontra resistência em diversos mercados”, explica Ana. “É preciso que essa prática, ainda tímida e pouco difundida na cultura profissional brasileira, seja estimulada, uma vez que o envelhecimento populacional é um fenômeno mundial”, completa a advogada.

Ainda segundo Ana, “os dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas (IBGE) reforçam que programas como o de Martorelli Advogados precisam ganhar mais visibilidade nas empresas”. No ano 2000, segundo o IBGE, a população no Brasil com mais de 60 anos era de aproximadamente 14,5 milhões. Hoje, esse número ultrapassa os 29 milhões e a expectativa é a de que até o ano de 2060 o total de pessoas idosas no País chegue a 70 milhões.

Entre as ações já promovidas e consolidadas pelo Martorelli Advogados, em 2018 o escritório criou o programa Igual Por Direito, que objetiva a contratação e inclusão de estagiários da raça negra no quadro de profissionais. Um pouco mais tarde, foram iniciadas as atividades do Comitê de Diversidade e Inclusão, formado por um grupo de advogados sensíveis às mais diversas causas sociais.

Autor: Tags:

sexta-feira, 30 de agosto de 2019 Escritórios | 16:41

Gaia Silva Gaede Advogados anuncia novos sócios

Compartilhe: Twitter

O escritório Gaia Silva Gaede Advogados anuncia o ingresso de novos sócios, nas unidades do Rio de Janeiro e Curitiba. O movimento faz parte da estratégia de crescimento orgânico da banca e reforça o compromisso com o desenvolvimento de carreira dos próprios advogados. Agora, o escritório passa a ter um board de 30 sócios atuando nas unidades de São Paulo, Rio de Janeiro, Curitiba, Belo Horizonte e Brasília.

O Gaia Silva Gaede Advogados é conhecido pela forte atuação Empresarial, incluindo as áreas de Tributário, Societário, Civil & Contratos, Regulatório, Previdenciário e Trabalhista. Prestes a completar 30 anos, a banca também atua no segmento de Tecnologia e Startups, criando grupos de trabalho e parcerias estratégicas com empresas desse setor.

Conheça abaixo nossos novos sócios:

ALEXANDRE BARCIK
Barcik atua na área de Consultoria Tributária, na unidade de Curitiba. Ingressou no Escritório em 2005 e é especializado em elaborar diagnósticos e revisões fiscais, planejamentos tributários, cartas e pareceres técnicos, levantamentos de créditos fiscais, assessoria em parcelamentos especiais de tributos e consultoria na certificação de Operador Econômico Autorizado – OEA. Formado em Direito pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná – PUC/PR e possui pós-graduação em Direito Tributário pelo Instituto Brasileiro de Estudos Tributários – IBET.

DANILO MONTEIRO
Danilo atua na área de Contencioso Tributário, na unidade de Curitiba. Ingressou no Escritório em 2004 e possui destacada atuação em tribunais administrativos como Conselho de Contribuintes do Estado do Paraná e CARF. Muito dedicado aos seus clientes, conduz um intensivo trabalho de identificação de oportunidades de redução de carga tributária nas empresas, bem como recuperação de tributos pagos indevidamente, gestão de passivos tributários e atendimento a fiscalizações. Formado em Direito pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná – PUC/PR e possui pós-graduação em Direito Tributário e Processo Tributário pela UNICURITIBA.

ROSELI PAZZETTO
Roseli atua na área de Contencioso Tributário, na unidade de Curitiba. Ingressou no Escritório em 2004 e dedica seu trabalho no contencioso tributário, judicial e administrativo nas esferas municipal e federal, incluindo processos licitatórios. Roseli atende empresas de diversos setores da economia, tais como agronegócio, automotivo, autopeças, alimentício, bancário, metalúrgico, revestimento cerâmico e logística na região Sul do Brasil. Formada em Direito pela Faculdade de Direito de Curitiba, possui pós-graduação em Direito Processual Civil pelo Instituto Romeu Felipe Bacellar e pós-graduação (LL.M.) em Business & Law pela Estação Business School – IBMEC.

FREDERICO CUNHA
Frederico atua na área de Contencioso Tributário, na unidade de Curitiba. Ingressou no Escritório em 2006 e dedica sua prática à consultoria em planejamento tributário e contencioso tributário com destacada atuação em tribunais administrativos como CARF, Conselho de Contribuintes do Paraná, TAT/SC, TARF/RS e nos Tribunais de Justiça do Paraná e Tribunal Regional Federal da 4ª Região. Formado em Direito pela Faculdade de Direito Milton Campos – MG e possui MBA em Direito Tributário pela Fundação Getúlio Vargas – FGV.

HELTON CRUZ
Helton atua na área de Consultoria Tributária, na unidade de Curitiba. Ingressou no Escritório em 2007 e foca sua atuação na revisão de tributos, estruturação de planejamentos tributários e elaboração de pareceres jurídicos. Dentre seus principais clientes estão empresas de diversos setores da economia, incluindo o setor educacional, o varejo e as indústrias em geral. Formado em Direito pela UNICURITIBA – PR e em contabilidade pela Universidade Federal do Paraná (UFPR), possuindo pós-graduação em Contabilidade e Finanças também pela UFPR.

LEONARDO CLARK
Leonardo atua na área de Consultoria Tributária, na unidade do Rio de Janeiro. Ingressou no Escritório em 2006 e concentra seu trabalho na estruturação, reestruturação e modelagem de negócios, com foco no planejamento societário e fiscal, alinhados ao plano de negócios do empreendimento. Assessora, também, juridicamente na viabilização de investimentos (anjo, fundos, private equity, etc) e em contratos de parceria e acordos operacionais, inclusive multilaterais, com partes no Brasil e/ou exterior. Formado em Direito pela Universidade Cândido Mendes – RJ e possui pós-graduação (MBA) em Finanças e Controladoria pela FGV/RJ.

REJANE ESPÓSITO
Rejane atua na área de Consultoria Societária e Contratual, na unidade do Rio de Janeiro. Ingressou no Escritório em 2006 e possui sólida atuação na área de Direito Societário, Empresarial e Contratos, com foco em consultoria societária, reestruturações societárias, reestruturações patrimoniais, fusões e aquisições (M&A), joint ventures e contratos empresariais. Formada em Direito pela Universidade Estadual do Rio de Janeiro – UERJ, possui pós-graduação em Direito Empresarial pela Universidade Cândido Mendes (UCAM) e pós-graduação (MBA) em Direito da Economia e da Empresa pela Fundação Getúlio Vargas FGV/RJ.

LEONARDO GUSMÃO
Gusmão atua na área do Contencioso Tributário, na unidade do Rio de Janeiro. Ingressou no Escritório em 2002, ainda como estagiário, e é especializado em contencioso administrativo e judicial nas esferas municipal, estadual e federal. Representa seus clientes das mais variadas áreas (varejo, cooperativa, óleo e gás, indústria e outros) com dedicação em tribunais administrativos como o CARF e possui vasta experiência na realização de sustentação oral nos principais tribunais, como TJ-RJ, STJ e TRF da 1ª e 2ª Região. Formado em Direito pela UERJ – RJ e possui pós-graduação em Direito Tributário na Universidade Cândido Mendes – RJ. É membro da Comissão de Assuntos Tributários da OAB/RJ.

PAULO FRANKENBERG
Paulo atua na área de Consultoria Tributária, na unidade de Curitiba. Ingressou no Escritório em 2007 e é especializado na realização de diagnósticos tributários, revisões de cálculo de tributos, planejamento tributário, obrigações acessórias, recuperação e compensação de créditos, parcelamentos extraordinários, opiniões legais, acompanhamentos de fiscalização, dentre outros. Com mais de 12 anos de experiência, Paulo atende empresas de diversos setores da economia, incluindo automotivo, têxtil, transportes e comércio atacadista. Formado em Direito pela Unicuritiba, em Contabilidade pela FAE Business School e possui especialização em Direito Tributário pelo Instituto Brasileiro de Estudos Tributários – IBET.

RAFAEL MANTOVANI
Mantovani atua na área de Contencioso Tributário, na unidade de Curitiba. Ingressou no Escritório em 2008 e assessora em assuntos de contencioso tributário administrativo e judicial nas esferas municipal, estadual e federal. Possui destacada atuação no atendimento a fiscalizações e defesas administrativas. No atendimento a seus clientes, busca a identificação de oportunidades de redução de carga tributária, bem como de recuperação de tributos pagos indevidamente. Formado em Direito pela Universidade Federal do Paraná – UFPR e possui pós-graduação em Direito Tributário pelo Instituto Brasileiro de Estudos Tributários – IBET.

SANDRA STOCCO
Sandra atua na área de Consultoria Tributária, na unidade do Rio de Janeiro. Ingressou no Escritório em 1999 e atende na área de consultoria tributária com foco em tributos diretos, indiretos e previdenciário. Com um perfil multidisciplinar, Sandra também assessora clientes em assuntos relacionados com contencioso administrativo, incluindo atuação no CARF. Dentre seus principais clientes estão empresas do setor farmacêutico, varejo, energia elétrica, construção civil e industrial. Formada em Direito pela Faculdade de Ciências Jurídicas – SUESC / RJ e possui pós-graduação em Direito da Empresa e Organizações Empresariais pela Universidade Estácio de Sá – RJ.

Autor: Tags:

Judiciário | 16:40

Simone Salvatori assume chefia da Procuradora-Regional Federal da 1ª Região

Compartilhe: Twitter

A procuradora federal Simone Salvatori é a nova chefe da Procuradoria-Regional Federal da 1ª Região. A cerimônia de posse foi realizada nesta quinta-feira (29) com a presença do advogado-geral da União substituto, Renato França, o procurador-geral federal, Leonardo Lima e o antecessor na PRF1, Vitor Pinto Chaves.

Durante a posse, o antecessor Vitor Pinto Chaves agradeceu o trabalho de toda a equipe que atua na PRF1 e destacou o perfil de Simone. “O meu único objetivo é agradecer a todos que participaram de uma gestão bastante intensa, que nos ajudaram a colocar a PRF1 em um patamar de excelência. Entre as pessoas estava a Simone, que tem como característica muito forte uma grande habilidade humana. Sempre estarei à disposição”, diz.

A nova procuradora-regional destacou o desafio de assumir a chefia de uma unidade da AGU presente em mais de 80% do território nacional e que lida com grande volume de casos. Ela lembrou que em 2019 a equipe regional de matéria administrativa atuou em 8,7 mil processos com valores envolvido de mais R$ 21 bilhões; a equipe de matéria administrativa atuou em 43 mil citações e intimações com valor econômico envolvido de mais de R$ 840 milhões; a equipe de turmas recursais atuou em aproximadamente em 126 mil intimações e conseguiu uma redução de acervo de recursos em mais de 38 mil casos, o que correspondeu em 33% de todo o período; que a equipe trabalhista atuou em 28 mil processos que envolviam cerca de R$ 3 bilhões, obtendo mais de duas mil sentenças e acórdãos favoráveis e uma economia de mais de R$ 23 milhões para os cofres públicos; além da Equipe de Trabalho Remoto de Benefícios por Incapacidade, que desde 2018 atuou em 45 mil processos e obteve uma economia de R$ 345 milhões para o erário.

“Considerando tudo que vivenciamos, vamos atuar no fortalecimento dos métodos e aprimoramento da gestão de pessoas. Ampliar, melhorar, adaptar e modernizar a atuação jurídica, equalizando trabalho para uma advocacia moderna e eficaz, com leveza e alegria de viver, que é o nosso diferencial”, avaliou a nova procuradora-regional.

O procurador-geral federal, Leonardo Lima, agradeceu o trabalho do antecessor. “O Vitor fez uma revolução na PRF1 e motivou colegas para o alcance dos resultados”, disse.

Competência

Leonardo também destacou a experiência profissional da nova procuradora e a confiança no trabalho que começará. “Conheço a Simone desde 2011, ainda em Novo Hamburgo (RS). Ela desempenhou funções na procuradoria do Dnit, foi chefe de gabinete da Secretaria do Turismo, atuou na Anac e depois na PRF1. Estamos falando de uma pessoa certa no lugar certo, terrivelmente competente para assumir a função. Além da competência técnica e de gestão, é uma pessoa muito querida pela equipe”, afirmou.

As informações são da assessoria da AGU

Autor: Tags:

quinta-feira, 29 de agosto de 2019 Judiciário | 14:46

Liminar obriga Estado a custear tratamento para fibrose pulmonar

Compartilhe: Twitter

Vem se tornando recorrente as informações de que milhares de brasileiros estão sofrendo com a falta de medicamentos caros na rede pública ou precisam esperar muito e recorrer à Justiça para ter acesso a tratamentos médicos ou remédios, com ou sem registro na Anvisa.

Recentemente, por pro bono (sem cobrança de honorários do paciente), o escritório Smith Martins Advocacia obteve decisão liminar junto à 14ª Vara da Fazenda Pública de São Paulo, capital, que determinou o custeio pelo Estado de tratamento prescrito por profissional médico a paciente idoso que sofre de fibrose pulmonar idiopática.

Trata-se de doença degenerativa que compromete as funções respiratórias, podendo levar à necessidade de transplante de pulmão, ou, ainda, a óbito. O medicamento pirfenidona tem sido indicado por médicos como forma de frear o avanço da doença – no entanto, o custo mensal do tratamento supera R$ 12 mil.

Na decisão que concedeu a tutela de urgência pretendida determinou-se que “a Fazenda Estadual providencie, no prazo de 72 horas, a entrega dos medicamentos”, “na quantidade e pelo tempo necessário ao tratamento indicado”.

Informações sobre o Processo: 1038708-79.2019.8.26.0053

Autor: Tags:

sábado, 24 de agosto de 2019 Advocacia | 12:29

Tauil & Chequer expande prática de Arbitragem com novo contratado

Compartilhe: Twitter

O escritório Tauil & Chequer Advogados anuncia a contratação de Gustavo Scheffer da Silveira como Counsel para a prática de Arbitragem, em sua operação de São Paulo.
“A chegada do Gustavo Scheffer confirma o processo de expansão e de consolidação da nossa prática de arbitragem no mercado nacional e internacional. Sua experiência internacional, associada aos últimos oito anos de trabalho com a Secretaria da Corte de Arbitragem da Corte Internacional de Arbitragem da Câmara de Comercio Internacional (ICC), nos credencia ainda mais em uma atividade extremamente desafiadora”, afirma Gustavo Fernandes, sócio da prática de Arbitragem do escritório.

Com mais de 17 anos de experiência profissional, Gustavo Scheffer da Silveira desenvolveu sua carreira profissional em Paris e em São Paulo, em procedimentos de Arbitragem relacionados ao setor da Construção e em Fusões e Aquisições. Nos últimos anos, atuou como Conselheiro da ICC e como diretor do IBDiC – Instituto Brasileiro de Direito da Construção.

Autor: Tags:

Sem categoria | 12:27

Cerveira Advogados Associados anuncia mudança no nome do escritório

Compartilhe: Twitter

O escritório de advocacia Cerveira Advogados Associados anuncia que passará a adotar o nome Cerveira, Bloch, Goettems, Hansen e Longo Advogados Associados. A mudança é fruto de um planejamento de longo prazo, cujos objetivos finais são manter em constante desenvolvimento a qualidade dos serviços e o atendimento aos clientes, bem como valorizar os integrantes do escritório.

O escritório segue com dezenas de advogados colaboradores em todo o Brasil, sendo 16 estabelecidos na sede localizada em São Paulo (SP).

Fazem parte do quatro atual de sócios patrimoniais do escritório os profissionais: Mario Cerveira Filho, Daniel Alcântara Nastri Cerveira, Francisco dos Santos Dias Bloch, Renata Goettems Behrends, Patrícia Hansen e Cinthya Longo.

Autor: Tags:

sexta-feira, 16 de agosto de 2019 Direito penal | 14:01

Criminalista Yuri Sahione vai palestrar em evento internacional de compliance

Compartilhe: Twitter

O criminalista Yuri Sahione, presidente da Comissão de Compliance da OAB e sócio do escritório Sahione Advogados, vai palestrar dia 19 de agosto no evento internacional “Compliance Corporativa: Promovendo Transparência e Responsabilidade nos Negócios”, que será realizado na Escola de Direito do Rio de Janeiro (FGV).

O evento contará com a participação de renomados especialistas do Brasil e do exterior e tem como propósito discutir desafios contemporâneos que acompanham o desenvolvimento das práticas de combate à corrupção nas empresas. A abertura das atividades será feita pelo vice-diretor da FGV Direito, Antonio José Maristrello Porto, e pelo Adido Cultural do Consulado Geral dos EUA no Rio de Janeiro, Kevin Brosnahan.
A mesa de debates contará também com a participação do especialista em Ética e Compliance Barney Rosenberg, presidente da Ethics Line LLC. O encontro é organizado pela FGV Direito Rio em parceria com o Consulado Americano, o Instituto Ethos e o Instituto de Compliance Rio.
Segundo o advogado e professor Yuri Sahione, os programas de compliance são cada vez mais comuns em países onde políticas de enfrentamento da corrução vêm ganhando força. No Brasil, a Lei Anticorrupção nº 12.846-13, que completa seis anos este mês, instituiu o compliance no cenário nacional.

“Passados seis anos, os programas em grandes empresas já são realidade. Na administração pública, três estados (Rio de Janeiro, Distrito Federal e Goiás) já possuem leis que exigem programa de integridade das pessoas jurídicas que pretendam fazer negócios com a administração. A expectativa é que a iniciativa seja seguida também por outras unidades da federação nos próximos meses”, ressalta.

O surgimento de programas de compliance corporativa pode sinalizar um movimento para promoção de práticas de retidão e responsabilidade nos negócios. “Conforme o combate à corrupção segue avançando no Brasil, um novo paradigma de comportamento se impõe ao mundo dos negócios. Programas de compliance, impulsionados pela Lei Anticorrupção, são cada vez mais comuns, mas é necessário ir além da criação formal destes programas para promover efetivamente uma cultura de integridade e transparência nas empresas brasileiras”, defende Sahione.

Autor: Tags:

quinta-feira, 15 de agosto de 2019 Advocacia | 14:49

VII Congresso Internacional do Instituto Brasileiro de Direito da Construção debate a segurança jurídica no Brasil

Compartilhe: Twitter

O VII Congresso Internacional do Instituto Brasileiro de Direito da Construção (IBDiC) traz à tona o debate sobre a necessidade de aperfeiçoamento da segurança jurídica no Brasil com foco nos grandes projetos de infraestrutura. Nos dias 29 e 30 de agosto, os principais especialistas do mercado se reúnem, em São Paulo, a fim de elucidar caminhos para que regras mais claras e estáveis aumentem a atratividade do País perante os investidores.

“Passaremos por um novo ciclo de crescimento na infraestrutura brasileira e é imprescindível debater a melhora institucional das regras jurídicas, ampliar a qualidade dos financiamentos, dar condições de investimento para os estrangeiros”, diz Leonardo Toledo, presidente do IBDiC.

Na programação está a abordagem de temas como as formas alternativas de resolução de conflitos para segurança jurídica nos setores público e privado, modelos de gestão contratual e alocação de riscos, perspectivas de financiamento de projetos, o uso de tecnologias de gestão para prevenção e solução de conflitos e outros. “Vamos tratar da realidade das obras de infraestrutura com questões atuais e a experiência de quem vivencia este mercado na linha de frente”, explica Victor Madeira, vice-presidente do IBDiC.

Entre os palestrantes estão Eleonora Coelho, presidente do CAM-CCBC; Fernando Marcondes, sócio responsável pelo departamento de Construção do L.O. Baptista Advogados; Benjamin Zymler, ministro do Tribunal de Contas da União (TCU); Simon Braithwait, diretor da área consultiva de disputas de Construção no BDO (EUA); Isadora Cohen, responsável pela unidade de PPPs do Governo do Estado de SP; Solange Costa, advogada-chefe da área de Mineração Global da Vale; Venilton Taddini, presidente da ABDIB; Rafael Gomes, ex-diretor de Compliance da Petrobras.

Às 18h30 do dia 29, no local do evento, um coquetel marca o lançamento da coleção Direito da Construção IBDiC, com três livros de autoria dos advogados Adriana Sarra, Lie Carmo e Marcelo Botelho de Mesquita. As obras saem pela editora Almedina e tratam de ´O Contrato de EPC´, ´Contratos de Construção de Grandes Obras´ e ´Contratos Chave na Mão e EPC´.

Autor: Tags:

  1. Primeira
  2. 1
  3. 2
  4. 3
  5. 4
  6. 5
  7. 10
  8. 20
  9. 30
  10. Última