Publicidade

quinta-feira, 26 de março de 2020 Escritórios | 21:06

Gravidez não é mais diferencial negativo nos escritórios de advocacia

Compartilhe: Twitter

Para muitas empresas, o tema da maternidade é sempre desafiador porque implica no afastamento da colaboradora durante a licença-maternidade por 4 meses e deixa em aberto a possibilidade de ela faltar mais, se atrasar mais ou se cansar mais com a dupla jornada de profissional e mãe.
Seguindo contra essa corrente, a Lee, Brock, Camargo Advogados (LBCA) decidiu promover a sócia Daniele Gobi para o mais alto cargo do escritório, de sócia sênior, no quarto mês de gestação. “Ingressei no escritório há 12 anos como advogada júnior, evolui e no final do ano 2019 tive a grata surpresa de ser promovida a sócia sênior. Digo que fiquei surpresa, pois estava gestante e sei que a maternidade ainda é um tabu no mundo corporativo e, na maioria das vezes, é vista como impedimento para o avanço da carreira de nós, mulheres”, comenta.
Para Daniele Gobi, a promoção tornou sua gravidez ainda mais especial, implicando não só em reconhecimento, mas também em confiança e estabilidade, principalmente diante de dois novos projetos que está encabeçando. “Sei que, após a licença, a vida seguirá seu rumo e darei seguimento ao meu trabalho junto à equipe”, completa.

O ASBZ Advogados desenvolve desde março de 2017 uma política de inclusão, o “Licença Família”, que promove direitos iguais de gênero de zelar pelos filhos. Além das mães terem direito à licença maternidade de seis meses, os pais também têm o mesmo tempo de licença paternidade. O benefício se estende ainda para casais homoafetivos e para funcionários que adotem uma criança, sem restrição de idade. E a gravidez nunca foi empecilho para o crescimento profissional. A advogada Raquel Laudanna avisou logo na entrevista de admissão que tinha planos de engravidar. Foi contratada e apenas 15 dias depois descobriu a gravidez. Quando a tão esperada filha (Maria) nasceu, tirou a licença-maternidade e u m ano de pois de regressar ao trabalho foi promovida a sócia da banca.
No escritório WZ Advogados, única banca de advocacia com o selo de empresa B do país, a política para gestantes prioriza o reconhecimento e o bem-estar das futuras mães. Além de quatro meses de licença integral, ainda há mais dois meses de licença parcial, durante os quais a advogada pode optar por trabalhar em sistema de home office ou retornar às atividades em meio período.

A ideia é que a recém mãe volte a trabalhar aos poucos e consiga organizar a nova rotina com tranquilidade, evitando um rompimento abrupto na convivência com o bebê, o que, sabidamente, gera muita ansiedade para ambos.
Existe uma compreensão legítima da importância desta primeira fase da maternidade para a mãe e para o bebê, e a certeza de que um retorno paulatino contribui para que a profissional retome o trabalho segura, confiante e pronta para retomar suas funções.

Além disso, para o WZ Advogados a maternidade não interfere no desenvolvimento da carreira das advogadas. Juliana Brotto Milaré, por exemplo, foi convidada para integrar a sociedade no primeiro trimestre de sua gestação. Marília Canto Gusso se tornou sócia do WZ apenas um ano após retornar do período de licença maternidade. As advogadas Gianna Freitas e Daniela de Oliveira assumiram a coordenação de áreas chave do escritório durante a licença maternidade. Camila Mazzer de Aquino passou a integrar o time tributário no primeiro trimestre de gestação.

“Foi muito emocionante ouvir que a gravidez não mudaria em nada o meu desenvolvimento e que teria todo o apoio do escritório para os novos desafios profissionais e pessoais”, ressalta Juliana Brotto.

Para Marília Canto Gusso “A compreensão de que a maternidade é algo natural e de que o período de licença maternidade é muito curto, se comparado aos muitos anos em que a mulher se dedicará intensamente ao trabalho, é o que move as políticas do WZ Advogados. A decisão da mulher de se tornar mãe não pode ser movida pelo medo de ser negativamente impactada na carreira ou, pior, de ser descartada do mercado de trabalho”.

Outro diferencial da banca é a estrutura do WZ Advogados, que contempla ainda um espaço para crianças, para que mães e pais passem o dia perto de seus filhos se, por alguma razão, não puderem deixá-los em casa”.

Autor: Tags: