Publicidade

quinta-feira, 10 de abril de 2014 OAB | 15:40

TJ-SP define duas listas tríplices da advocacia

Compartilhe: Twitter

O Órgão Especial do Tribunal de Justiça, em sessão realizada na última quarta-feira (9/4), deliberou sobre duas listas sêxtuplas encaminhadas pela seccional paulista da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-SP), em 2007 e 2010, definindo em votação os nomes dos candidatos para preencher duas vagas de desembargador no TJ-SP, pelo quinto constitucional – classe dos advogados.

Pela OAB SP, acompanharam a votação no Órgão Especial: o Secretário-geral adjunto e Presidente da Comissão de Inscrição e Arguição dos Candidatos ao Quinto Constitucional, Antonio Ruiz Filho; a Diretora-adjunta da Mulher Advogada, Tallulah Kobayashi de Andrade Carvalho, o Conselheiro Federal Aloísio Lacerda Medeiros e os Conselheiros Estaduais Arystóbulo de Oliveira Freitas e Braz Martins Neto, Presidente da Comissão de Relações com o Poder Judiciário Estadual.

Os nomes escolhidos para a primeira lista tríplice (Edital 3/2007) foram: Ana Catarina Strauch, Juarez Rogério Felix e Vitor Monacelli Fachinetti Júnior. A segunda lista tríplice (Edital 2/2010) é formada por Alberto Gosson Jorge Júnior, Leo Marcos Bariani e Roseli Katsue Sakaguti. De cada lista, o governador nomeará um nome para ingressar como desembargador no TJ-SP.
A Constituição Federal estabelece que um quinto dos lugares dos Tribunais seja composto por membros da Advocacia e do Ministério Público, indicados em lista sêxtupla pelos órgãos de representação das respectivas classes. Recebidas as indicações, o Tribunal forma a lista tríplice, enviando-a ao governador do Estado que, nos dias subsequentes, nomeia um integrante de cada lista para ocupar a vaga de desembargador.

Autor: Tags: