Publicidade

terça-feira, 11 de março de 2014 Recuperação e falência | 17:07

Com dívida de R$ 119 milhões, Sulfabril vai a leilão

Compartilhe: Twitter

Tradicional grife brasileira de malhas e confecções dos anos 70 e 80, a Sulfabril, avaliadas em cerca de R$ 160 milhões –entre marcas e unidades– irá a leilão em 27 de maio. A empresa, que teve a falência decretada em 1999, tem uma dívida estimada em R$ 119 milhões.

Para administrar o leilão, foi nomeada pela Justiça a leiloeira catarinense Tatiane Duarte. O leilão será realizado em modalidade de pregão, por carta fechada.

Da falência
Em seu auge, a empresa empregava mais de 5 mil funcionários. Suas coleções eram anunciadas no horário nobre da televisão e nas principais revistas do País, com garotas-propaganda como Regina Duarte e Sandra Bréa. A crise da grife teve início em meados da década de 1990, com a abertura do Brasil ao mercado internacional.

O processo de falência está em tramitação há mais de 14 anos, mas a empresa continua produzindo. Atualmente ela está sob a administração de um síndico nomeado pela Justiça, o economista e professor Celso Mario Zipf. Em decisão proferida no dia 25 de fevereiro, a Juíza Dr.ª Quitéria Tamanini Vieira Peres destacou que a realização do ativo, após longa tramitação do processo de falência, é uma “providência há muito esperada por constituir medida necessária à efetivação do pagamento dos créditos.”

Com todas as suas operações em Santa Catarina, a Sulfabril atualmente emprega 700 funcionários em duas unidades em atividade, em Blumenau e Ascurra. O patrimônio da empresa, fundada em 1947, inclui ainda duas unidades desativadas, em Gaspar e Rio do Sul. “A venda inclui tantos os imóveis quanto os ativos localizados em cada unidade”, explica a leiloeira.

Do leilão
A marca e as unidades serão oferecidas primeiramente em conjunto. Para ofertas à vista, o lance inicial é de 75% do valor de avaliação. Para propostas a prazo, o mínimo é o valor integral da avaliação, com pagamento de 30% à vista e saldo parcelado em até 36 vezes.

Os interessados devem entregar as propostas até o dia 26 de maio, às 19h, no cartório da 1ª vara cível de Blumenau (SC). Também é necessário se cadastrar, até as 23h59 do mesmo dia, no site www.superbidjudicial.com.br. A abertura das cartas será feita no dia 27 de maio, e será seguida de leilão entre os responsáveis pelas maiores ofertas.

Terá prioridade o interessado que desejar adquirir todos os bens de forma englobada, em lote único. Não havendo interessados para a compra englobada, na sequência, serão abertas as propostas em lotes. O primeiro lote, das marcas e das duas unidades operacionais (R$ 149,3 milhões), aceitará propostas a prazo. O segundo lote, da unidade desativada em Gaspar/SC (R$ 7,1 milhões), e o terceiro, da unidade desativada Rio do Sul/SC (R$ 3,7 milhões), contemplam apenas ofertas à vista, com pagamento de 30% em 72 horas e saldo em 15 dias.

Autor: Tags: