Publicidade

terça-feira, 5 de março de 2013 Judiciário, TST | 11:29

Posse de ministros do TST será ao som do Olodum

Compartilhe: Twitter

A cerimônia de posse da nova direção do Tribunal Superior do Trabalho (TST), que acontece nesta terça-feira (5/3), às 16 horas, em Brasília, será ao som do bloco-afro do carnaval Olodum, da cidade do Salvador, na Bahia. A informação não foi confirmada, ainda, pelo TST, mas convidados do evento disseram que a banda é uma das preferidas do novo presidente da Corte, o ministro Carlos Alberto Reis de Paula e foi, sim, chamada para a ocasião. Carlos Alberto é o 30º presidente do tribunal.

Antônio José de Barros Levenhagen será o vice-presidente e Ives Gandra da Silva Martins Filho, corregedor-geral da Justiça do Trabalho. Os novos dirigentes foram eleitos no dia 12 de dezembro de 2012 para o biênio 2013/2015.

Perfil
O próximo presidente do TST, como magistrado de carreira da Justiça do Trabalho, é defensor da conciliação como meio de solução dos conflitos trabalhistas. Nos dois últimos anos, foi conselheiro do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), como representante do TST. Ele afirma que suas atividades no CNJ lhe trouxeram uma visão ampla da relação entre sociedade e Justiça. Entre as prioridades de sua gestão está a consolidação do Processo Judicial Eletrônico da Justiça do Trabalho (PJe-JT).

Carlos Alberto Reis de Paula nasceu em Pedro Leopoldo (MG), em 26 de fevereiro de 1944. Formou-se em Direito pela UFMG (1970) e Licenciou-se em Filosofia pela Faculdade de Divinópolis. Mestre (1984) e Doutor (2000) pela Faculdade de Direito da UFMG, foi professor de Direito do Trabalho e Direito Processual do Trabalho da UFMG e, desde 1999, é professor adjunto da UnB.

É Ministro do TST desde 25 de junho de 1998 e autor de livros e artigos diversos. Foi presidente da Terceira e Oitava Turmas do TST e diretor da Escola Nacional de Formação e Aperfeiçoamento de Magistrados do Trabalho (Enamat) no biênio 2007/2009. No dia 2 de março de 2009, assumiu a Corregedoria-Geral da Justiça do Trabalho para o biênio 2009/2011.

Com informações do TST

Autor: Tags: