Publicidade

quinta-feira, 27 de janeiro de 2011 Bancos | 19:25

Em e-mail, Edemar Cid Ferreira coloca peritos sob suspeita

Compartilhe: Twitter

O ex-controlador do Banco Santos enviou um e-mail para o administrador judicial da massa falida (Foto: AE)

Surge um novo capítulo no imbróglio judicial envolvendo a saída do ex-banqueiro Edemar Cid Ferreira, dono do quebrado Banco Santos, da mansão que ele alugava na Zona Sul de São Paulo.

No início da noite desta quinta-feira (28/1), o juiz Régis Rodrigues Bonvicino repudiou as acusações que o ex-banqueiro teria feito, via e-mail, ao administrador da massa falida do banco, Vânio Aguiar. Um despacho proferido pelo magistrado – o mesmo que havia determinado na semana passada o despejo de Edemar e sua mulher, Marcia de Maria Costa Cid Ferreira, da mansão na semana passada – dá um novo rumo ao processo, e pode render mais uma acusação contra o ex-controlador do banco.

Isso porque, de acordo com o despacho, o ex-banqueiro Edemar teria colocado em dúvida a honestidade do engenheiro e perito Mateus Olmedo e do arquiteto Alberto Sauro. Ambos acompanharam o oficial de justiça e os policiais no dia do despejo, realizado em 20 de janeiro.

“O sr. Edemar Cid Ferreira não é o presidente deste processo, mas réu, condenado pela Justiça Federal no processo criminal, e falido, bem como sua esposa é ré neste processo de despejo. É de se notar, neste sentido, que Alberto Sauro e seus auxiliares e Mateus Olmedo são longa manus deste Juiz de Direito. Portanto, são pessoas probas, idôneas e extremamente honestas. São inadequadas e inoportunas, e até suspeitas, as observações feitas do sr. Edemar Cid Ferreira a Vânio Aguiar”, defendeu o magistrado em despacho.

Além disso, o juiz determinou que cópias do e-mail enviado a Aguiar pelo ex-banqueiro fosse remetido ao Ministério Público, e sinalizou possibilidade de ingressar com uma ação contra Edemar, já que ele teria “ praticado injúria, difamação e/ou calúnia, ao falar dos auxiliares [Olmedo e Sauro]”.

No Ministério Público paulista não há, ainda, informação sobre esse e-mail. O material deve chegar por lá apenas nesta sexta-feira (29/1).

Conheça a mansão de Edemar Cid Ferreira. Clique aqui e veja fotos internas do imóvel

Leia mais:
Sem pagar dívida de R$ 1,7 mi, Edemar Cid Ferreira é despejado
Governo recupera obras de arte envolvidas em ação do Banco Santos

Autor: Tags: , ,