Publicidade

quinta-feira, 12 de agosto de 2010 Mensalão, STF | 18:45

STF encerra fase de depoimentos de testemunhas do Mensalão

Compartilhe: Twitter

O ministro Joaquim Barbosa interrompeu a licença médica para votar o caso Mensalão (Foto: U.Dettmar/SCO/STF)

Por unanimidade, o Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu que mais nenhuma testemunha de defesa do caso Mensalão deve ser ouvida. Com isso, foi encerrada a fase de depoimentos do processo que apura a lavagem de dinheiro envolvendo políticos, esquema denunciado em 2005. O caso, sob a relatoria do ministro Joaquim Barbosa, foi retomado nesta quinta-feira (12). A votação não durou nem 15 minutos.

O caso trazido à pauta envolvia o ex-diretor de Marketing do Banco do Brasil, Henrique Pizzolato. Segundo Barbosa, o réu informou por três vezes endereços incorretos da testemunha de defesa Adésio de Almeida Lima.

“Assim, considerando que cabe às partes fornecer corretamente os endereços das testemunhas que arrolam, voto pelo indeferimento da oitiva de Adésio de Almeida Lima, até porque, admitir o contrario teria o mesmo efeito pratico de admitir ao acusado o poder de perpetuar a instrução processual mediante a indicação de outros endereços incorretos”, assinalou Joaquim Barbosa em seu voto.

Citando fato de que outras tres testemunhas, além de Lima, que já foram ouvidas, Barbosa declarou encerrada a fase de depoimentos no caso do Mensalão.

Em licença médica desde abril deste ano, Joaquim Barbosa voltou ao Supremo nesta semana e, só nesta quinta-feira, falou em quatro casos, definindo os julgamentos pendentes do seu voto.

Autor: Tags: